segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Conselho Nacional de Saúde promove oficina sobre financiamento do SUS

        Entre os dias 23 e 24 de novembro, o Conselho Municipal de Saúde (CMS) do Recife participou da Oficina: “O Financiamento do SUS”. Uma promoção do Conselho Nacional de Saúde (CNS), o evento teve como objetivo formar multiplicadores para a atuação do Controle Social  no planejamento, monitoramento, avaliação e fiscalização dos recursos para a saúde, além de fortalecer as Comissões de Orçamento nos Conselhos de Saúde.
Wanderlei Gomes (C) presidiu a Oficina "O Financiamento do SUS"
       Para o coordenador da Comissão de Orçamento e Financiamento (Cofin) do CNS, Wanderlei Gomes, a oficina é um articulador entre os conselhos que garante um pensar comum na defesa da saúde. “Fazer uma oficina desse porte é de uma importância grande. Unir os conselhos para debater orçamento é importante. Precisamos nos armar para o debate nacional sobre qual o tipo de país teremos no futuro”, disse o conselheiro nacional se referindo a PEC 55 (241) que limita os gastos públicos nos próximos 20 anos.
      Segundo a conselheira do CMS-Recife, Fernanda Tavares, a oficina foi bastante proveitosa. “Discutimos sobre os instrumentos de orçamento e planejamento do SUS, como é o caso da LDO, LOA e do RAG, além de discutir sobre o SIOPS que é um sistema operacional para acessar o orçamento do SUS e que possibilita o monitoramento da aplicação dos recursos na saúde”, disse. Além disso, Fernanda relata que o evento serviu para tratar da atual conjuntura que o país vive. "Contextualizaram a situação política e econômica da saúde no país, com ênfase nos riscos da PEC 55 para o SUS e como o Conselho Nacional tem buscado se contrapor a essa temática", relembra.
      Além do CMS-Recife, conselheiros, conselheiras e representantes das secretarias executivas dos conselhos dos Estados da Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia, participaram do evento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário