terça-feira, 16 de abril de 2019

Gestos - Soropositividade, Comunicação e Gênero

      Durante a realização da 14ª Conferência Municipal de Saúde do Recife/Etapa Municipal da 16ª Conferência Nacional de Saúde (8ª + 8), o Conselho Municipal de Saúde (CMS) do Recife homenageou e reconheceu o papel do ONG Gestos como defensora dos direitos humanos das pessoas soropositivas para o HIV e para as populações vulneráveis às DSTs, contribuindo para o fortalecendo o Controle Social e Saúde da população em Recife.
      Para conhecer mais sobre essa entidade, confere o perfil abaixo. Boa leitura.

     Fortalecer os direitos humanos, sociais, econômicos, culturais e ambientais são alguns dos objetivos principais da organização filantrópica Gestos - Soropositividade, Comunicação e Gênero. Fundada em meados da década de 90 pelos Sociólogos, Acioli Neto e Mércia Andrade, pela Jornalista Alessandra Nilo e pela Assistente Social, Silvia Dantas, a Gestos surge em um cenário político onde a saúde populacional enfrentava dilemas e lutas na sociedade contemporânea e com pré-conceitos já arraigados. 
      Falar sobre sexualidade é falar antes de tudo sobre aquilo que somos capazes de sentir e expressar. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), "a sexualidade faz parte da personalidade de cada um, é a necessidade básica e um aspecto do ser humano que não pode ser separado de outros aspectos da vida". A Gestos enfatiza a necessidade dos jovens de se auto conhecerem e auto compreender os efeitos da sexualidade prematura sem conhecimento prévio.
      Devemos construir a compreensão de que tudo que sentimos e vivemos acontece no nosso corpo, portanto, não é possível separar a sexualidade do corpo ou pensar no corpo sem considerar a sexualidade, além de desconstruir o papel da experiência sexual no contexto informativo e sociocultural associando o risco de transmissão do HIV/AIDS e outras doenças sexualmente transmissíveis.
      Localizada na Rua dos Medicis, número 68, no bairro da Boa Vista, centro da cidade do Recife, a Casa Gestos possui uma vasta dimensão de cores, flores e aromas, que vai do verde da grama a cor lilás que agrega valor ao propósito da instituição, que é ser uma área de purificação mental e física com os elementos fundamentais: respeito, dignidade e transformação, para aqueles que a procuram, contribuindo com a superação do HIV e da AIDS, além da construção de uma sociedade democrática e equitativa.
     A instituição tem por princípios éticos, o respeito e o convívio com as diferenças, a construção de uma cultura de paz, a autonomia, a solidariedade, a equidade, a Justiça Social, a transparência, o acolhimento e o cuidado de si e do outro ser humano, mas a Gestos vai além, ela ajuda na construção de diálogos baseados na escuta, na delicadeza e na confiança, o amor, o prazer e a liberdade como forças mobilizadoras para a transformação do mundo.
     A Gestos trabalha anualmente integrando as diversas instâncias, planos, políticas e ações, articulando a representação institucional, facilitando sempre a inserção e atuação da equipe nos espaços locais, nacionais e internacionais, coordenando a implementação da política de mobilização de recursos, especialmente identificando novas parcerias e estabelecendo uma comunicação sistemática com as parcerias estabelecidas, como a da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e UNAIDS do Brasil.
      Implementando a instituição, a Gestos insere atividades educativas e de ativismo sobre a formação política e saúde sexual, que tem como objetivo esclarecer dúvidas ou questões referentes a saúde sexual e reprodutiva, além das Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), com o acompanhamento da equipe especializada, formada por enfermeiros(as),  psicólogas(os) e assistentes sociais.
     Com o aspecto jovem e integralizado com ideias abertas, a Gestos trabalha para alcançar todos os grupos e classes sociais, falando sobre gênero e sexualidade de uma forma branda e clara, onde os jovens podem contar com o suporte de profissionais que aconselham, criando laços de confiança, sempre acompanhando os princípios e visões, trabalhando em cima de projetos sociais e programas realizados no próprio espaço, um exemplo disso é o projeto Programa Saúde para Jovens e Adultos.
     O Programa Saúde realiza testagens para HIV e AIDS em jovens entre 18 e 29 anos, mas também auxilia adolescentes entre 12 e 17 anos a entender um pouco mais sobre o aspecto sexual humano. É realizado o aconselhamento pré e pós-teste para os que realizaram a testagem, e se a sorologia for positiva para o HIV, a Gestos encaminha a pessoa para o atendimento de psicologia e assistente social com orientação e encaminhamento para o Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), para a realização do teste de confirmação e inicio do tratamento. Todo o acompanhamento é totalmente gratuito e é feito através de agendamento.
     Essa é a Gestos. Uma ONG sem fins lucrativos que visa atender a demanda das pessoas que vivem com HIV/AIDS e da população mais vulnerável à infecção pelo HIV, sempre destituindo o preconceito, fazendo com que os soropositivos participem e tomem conta das decisões das suas próprias vidas, onde façam parte de projetos e histórias coletivas de luta contra o HIV/AIDS, realizando trabalhos no âmbito da prevenção, terapias alternativas, apoio psicológico individual e em grupo, palestras, cursos, oficinas e grupos de vivência para jovens, mulheres e gays, de forma totalmente gratuita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário