terça-feira, 18 de agosto de 2015

CMS-Recife participa do 31º CONASEMS



     Os conselheiros Oscar Correia, José Barbosa e Luciano Ferreira, juntamente com a conselheira Vasti Soares, representaram o Conselho Municipal de Saúde (CMS) do Recife entre os mais de 4,5 mil participantes do XXXI Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS) que aconteceu entre os dias 6 e 8 de agosto no Centro de Convenções Ulisses Guimarães, em Brasília/DF. O evento, que teve como tema, "Pacto Federativo - Perspectiva da Gestão Municipal", visou redefinir as responsabilidades entre União, Estados e Municípios como principal saída para melhoria dos serviços à população, especialmente na área da saúde.
O conselheiro José Barbosa entregando a 17ª edição do Jornal do CMS-Recife
      O conselheiro José Barbosa falou do momento enriquecedor que foi participar do CONASEMS. “Foi muito proveitoso participar do congresso. Tivemos muito conhecimento e pudemos conversar com representantes de várias partes do país”, disse. Na ocasião, José Barbosa, que desenvolve um trabalho social se vestindo de palhaço, conhecido como Palhaço Dudé, entregou o jornal do Conselho de forma lúdica, mas sempre atento a realidade e dificuldades do Recife.
     O conselheiro Luciano Ferreira disse que foi "valoroso participar do encontro e que os secretários saíram com propostas dinâmicas para a saúde". Luciano também ressaltou que a "troca de ideias foi maravilhosa entre os stands dos Estados".
      Um destaque importante ficou pela presença da presidente do Conselho Nacional de Saúde, Maria do Socorro, que, em ano de conferência, destacou o evento como um momento de mobilização da sociedade para a 15ª Conferência Nacional de Saúde. Para Maria do Socorro, “a população tem que participar de maneira legítima e efetiva”. Essa perspectiva vem sendo observada nas diversas conferências já realizadas nos municípios de todo o país, incluindo a 12ª Conferência Municipal de Saúde do Recife, realizada no mês de junho
       Para a conselheira Vasti Soares o congresso desse ano foi de proporções menores que o do ano passado, mas, mesmo assim, foi uma experiência enriquecedora. "Embora tenha ocorrido uma redução de gastos, o CONASEMS desse ano foi maravilhoso. Pudemos visitar as tendas onde levamos e adquirimos conhecimento dos materiais expostos de cada Estado", disse. "Eu participei do seminário de Gestão do Trabalho, que, embora esperasse palestras, apresentaram, somente, mostras de trabalho exitosas realizadas por algumas unidades do país. Porém, aprendi bastante e vou tentar implantar alguns desses exemplos aqui, a exemplo do matriciamento de especialidades, que deu super certo em Santa Catarina", finalizou dizendo que há a possibilidade de reunião com a secretária Executiva de Regulação, Fernanda Casado, para estudar melhor a questão do matriciamento.
     Já o conselheiro e coordenador do CMS-Recife, Oscar Correia, que participou das discussões sobre a Atenção Básica, falou que as discussões são as mesmas que o colegiado está habituado a ter. "Vimos que a discussão é a mesma tanto aqui, no conselho, como no congresso. Demos nossa contribuição e ainda divulgamos o nosso trabalho com a entrega do nosso jornal e redes sociais", falou.
     Durante a programação do congresso, foi eleita, por aclamação, a nova diretoria do CONASEMS. Os congressistas também aprovaram a prestação de contas do Conselho e elegeram Fortaleza/CE como sede do próximo congresso. A programação ainda contou com oficinas, seminários, cursos, entre outras atividades.
    Ao final, foi aprovada a Carta de Brasília que consiste no produto final do congresso estabelecendo a agenda de todos os municípios, dos COSEMS e do próprio CONASEMS para a qualificação do Pacto Federativo. No texto, que você pode conferir clicando aqui, reafirma a saúde como um direito social em consonância com a divisão dos recursos, além de reiterar o compromisso com o fortalecimento do SUS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário