segunda-feira, 29 de maio de 2017

13a Conferência: Distrito Sanitário VII realiza primeira Microrregional

      Dando continuidade ao cronograma das etapas da 13a Conferência Municipal de Saúde do Recife, o Distrito Sanitário (DS) VII realizou, na tarde deste sábado (27), a sua primeira Microrregional. Contemplando os bairros de Alto José Bonifácio, Alto José do Pinho, Mangabeira, Morro da Conceição e Vasco da Gama, a plenária aconteceu no auditório da Secretaria de Juventude em Casa Amarela e contou com a participação de usuários (as), trabalhadores e gestores.  
    Representando o CMS-Recife, o conselheiro Oscar Correia ressaltou a importância desse espaço para discussão da Política de Saúde. "Esse é o nosso momento, no qual poderemos discutir e propor melhorias para a saúde do Recife", disse. Além de Oscar, participaram da mesa: a conselheira Distrital VII, Silvana Timóteo, a gerente do DS VII, Ana Beatriz Vasconcelos, a gerente de Monitoramento e Informação da Secretaria de Saúde, Kamila Matos, os representantes da Secretaria de Governo, Fernando Dias e Edson Alves.
      A vice-coordenadora do CMS-Recife, Keila Tavares, esteve presente na plenária onde mostrou um pouco do funcionamento dos conselhos de saúde, além de exaltar a importância desses órgãos colegiados para as discussões do Controle Social na capital pernambucana.
      Em uma breve apresentação situacional do território, Ana Beatriz Vasconcelos, mostrou como são ofertados os serviços da rede, além de apresentar um panorama funcional da microrregional 7.2 e falou um pouco da estratégia adotada pela gestão. “O serviço não deve ser trabalhado isolado (...) entendemos que os serviços devem trabalhar em rede e a Atenção Básica é a porta de entrada para esses serviços”, enfatiza.
      Aberto o debate, a plenária pode fazer as suas intervenções. O profissional de educação física, Leonardo Costa Nunes, reivindicou melhorias no Programa Academia da Cidade (PAC). “Nos pedem qualidade no serviço, mas não nos dão condições para isso”, disse. E  aproveitou a oportunidade para pedir providências quanto aos problemas estruturais do PAC em Vasco da Gama. a gerente do Distrito se prontificou de resolver esses problemas ainda esta semana. 
     Alguns participantes levaram suas propostas como é o caso do conselheiro Distrital VII, Fernando Severino da Silva que pediu a "criação de um espaço voltado para atendimento de fisioterapia para adultos e crianças".
        Ao final, foram eleitos 11 pré-delegados (as) usuários (as) e cinco (05) pré-delegados (as) trabalhadores (as).
Pré-delegados (as) eleitos (as) pelo segmento Usuário
Pré-delegados (as) eleitos (as) pelo segmento Trabalhador

Nenhum comentário:

Postar um comentário