quinta-feira, 18 de maio de 2017

Comitê de Mortalidade Materna reformula seus documentos normativos

     Membros do Comitê de Mortalidade Materna do Recife se reuniram, na sede do Conselho Municipal de Saúde (CMS) do Recife, para discutir alterações na Lei e no Regimento Interno do Comitê. A coordenadora da Política de Saúde da Mulher do Recife, Karla Viana, explica os motivos para essa reformulação. "[Os documentos] são muito antigos e tinham coisas bastante desatualizadas, a exemplo dos membros que integram o Comitê. Além disso, vimos a necessidade de incluir outros atores para fortalecer as discussões, como é o caso da representação da Atenção Básica", contou. 
     Para a vice-coordenadora do CMS-Recife, Keila Tavares, a participação do Conselho nesse espaço é de suma importância. "Enquanto conselho temos a plena consciência que o comitê é fundamental para um debate mais aprofundado e qualificado, no tocante as recomendações, na mudança das ações no processo de cuidado e no processo de gestão para que novos óbitos não aconteçam", exemplifica
      O próximo passo será marcar uma audiência na Câmara de Vereadores para pedir uma ajuda da Casa na aprovação dessas alterações na Lei.
     Além disso, o Comitê irá solicitar uma pauta ao CMS-Recife para apresentação onde será mostrada a atual situação da morbimortalidade materna no Recife e apresentar recomendações do Comitê para serem implantas pela gestão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário