quinta-feira, 20 de julho de 2017

Conselheiros (as) passam por qualificação em Educação Permanente na Saúde

      Cerca de 40 conselheiros (as) de Saúde do Recife participam de uma capacitação voltada para o fortalecimento do Controle Social. Uma promoção do Conselho Municipal de Saúde (CMS) do Recife, que, através da Comissão de Educação Permanente, e em parceria com a Secretaria de Saúde (Sesau) do Recife, a qualificação para os conselheiros (as) tem por finalidade ofertar uma formação teórica, técnica e política estimulando e qualificando a contribuição desses atores sociais para a execução da política de saúde local.
        “A qualificação pretende instrumentalizar os conselheiros de saúde para o exercício de suas competências legais, bem como para organização e rotinas de funcionamento dos Conselhos de Saúde através da disponibilização de instrumentos legais no âmbito do SUS”, disse a chefe de Divisão de Educação em Saúde da Sesau, Juliana Ribeiro.
        A formação será realizada em cinco encontros que abordarão os eixos estruturantes da Política Nacional de Educação Permanente para o Controle Social que são: Participação Social; Financiamento da Participação e do Controle Social; Intersetorialidade; Informação e Comunicação em Saúde e Legislação do Sistema Único de Saúde. “Utilizaremos de aulas expositivas dialogadas, técnicas e dinâmicas baseada na troca de experiências e reflexões pertinentes sobre a atuação dos conselheiros de saúde”, explica Juliana.
       Para a conselheira Distrital de Saúde do Distrito Sanitário V, Marileide Cavalcanti, o CMS-Recife deve expandir a capacitação para que mais conselheiros (as) participem. “Essa capacitação precisa acontecer sempre e de forma sistemática. Devemos estar mais próximos uns dos outros, sobretudo dos conselhos de unidade para fomentar e explicar sobre a Educação Permanente”, avalia.
     A conselheira Marta Barbosa, membro integrante da Comissão de Educação Permanente do CMS-Recife, falou do propósito dessa capacitação. “Uma das premissa da comissão é capacitar os conselheiros para que entendam o seu papel dentro do conselho e consiga realizar um ótimo trabalho para o Controle Social”, disse. “Nessa capacitação estamos orientando eles sobre a diferença entre Educação Permanente e Educação Continuada em saúde”, finaliza.
         Marta também lembra que a capacitação é um projeto piloto e que a comissão pensa, no futuro, capacitar os demais conselheiros (as) da rede.“Nesse primeiro momento estamos contemplando os conselheiros municipais e alguns representantes dos Conselhos Distritais de Saúde, mas a proposta é que a gente consiga capacitar os mais de 200 conselheiros que temos, juntando o municipal, distrital e de unidade”, explica. Os secretários executivos dos Conselhos Distritais de Saúde também foram contemplados nessa capacitação.
         A duração da formação será de 40 horas divididas em 05 encontros de 08 horas, que seu início neste último dia 18 de julho de 2017.

Nenhum comentário:

Postar um comentário