sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021

Comissão Eleitoral discute proposta de Protocolo sanitário para realização das eleições do Conselho

 

Reunidos na tarde de ontem, quinta-feira, 18, a Comissão, que conduz o Processo de Eleição do novo colegiado do CMS-Recife para o biênio 2021-2023, recebeu a gerente da Vigilância Sanitária do Recife, Daniele Feitosa, para discutir uma proposta do Protocolo que assegure aos delegados(as) representantes das entidades habilitadas no processo a devida segurança no dia da eleição. A criação desse protocolo serve como medida de contenção à Covid-19, além de preservar pela saúde de todos e todas.

“Trouxe uma proposta para discutir junto à comissão. Esse é um protocolo para um momento específico que são as eleições do Conselho”, conta Daniele. “Ele segue as recomendações já conhecidas e atende três pontos principais que são: o Distanciamento Social, a Higiene e o Monitoramento”, conclui. Ao todo, são 12 itens.

Além disso, a comissão também saiu com uma proposta de data para realização das eleições, onde irá apresentar na próxima reunião da Comissão Executiva e, posteriormente, será ponto de deliberação durante a Reunião Ordinária de fevereiro que acontece próximo dia 25.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2021

Plano de Vacinação é tema de debate no CMS-Recife

Em sua primeira Reunião Plenária de 2021, o colegiado do CMS-Recife convidou a nova Secretária de Saúde do Recife, Luciana Albuquerque, para dar as boas-vindas e apresentar aos conselheiros(as) o Plano de Vacinação adotado pelo município para combater a Covid-19. Passados os ritos de praxe da reunião, Luciana começou sua fala dizendo que “uma das diretrizes transversais dessa gestão é o diálogo” e que “não acredita num sucesso de uma gestão sem ter as portas abertas”. “Hoje a gente começa uma relação com muito respeito e parceria, onde há espaço para o contraditório pois é muito importante para que a gente cresça”, finaliza, e, em seguida, passou a fala para a secretária-Executiva de Planejamento, Monitoramento e Articulação Distrital, Yluska Reis, para, de fato, realizar a apresentação.

Yluska fez um apanhado do processo de desenvolvimento do Plano que conta com o envolvimento de todas as Secretarias da Prefeitura do Recife tendo uma Sala de Situação implantada, onde acompanham toda a logística que envolve as discussões de estratégias para maximizar e efetivar assertivamente a distribuição das vacinas sem perdas para o município. “Esse plano é estruturado em quatro eixos principais de atuação contando com equipes que trabalham atuando com foco em cada um deles”, disse, apresentando que os eixos passam por itens como cadastro, agendamento, infraestrutura, logística, segurança, vigilância, monitoramento, informação, avaliação, entre outros.

Na primeira etapa de vacinação, Recife recebeu do Ministério da Saúde pouco mais de 66 mil vacinas Coronavac do Instituto Butantan. Dessa quantidade, apenas 33,1 mil pessoas foram imunizadas entre os profissionais de saúde da linha de frente da covid-19, além de idosos que residem em Instituições de Longa Permanência e os trabalhadores destas instituições uma vez que estavam dentro do grupo prioritário para essa primeira fase de vacinação. “O público que tínhamos estimado para essa primeira fase, segundo a recomendação do Ministério da Saúde era de 165 mil usuários, mas, obviamente, a gente recebeu um quantitativo de vacinas que contemplariam apenas 33 mil desse quantitativo, levando em consideração a aplicação das primeira e segunda doses”, pondera.

Yluska também aproveitou a oportunidade para apresentar a expansão do Plano a partir do recebimento de novas doses. “No primeiro módulo, começamos com equipes volantes com deslocamento diário e atendendo ao grupo prioritário. No momento, estamos no segundo módulo, onde abrimos os novos centros de vacinados e mais três drives-thru, contemplando todos os oito Distritos Sanitários, e continuando com as equipes volantes atendendo aos profissionais de saúde do Recife”, explica. Aliás, nesse novo módulo, os profissionais da Atenção Básica também serão contemplados já no início de fevereiro.

Aberto o debate, foi questionado quando os idosos acamados serão contemplados no plano. A secretária de Saúde, Luciana Albuquerque, disse que esse grupo já está previsto para imunização a partir da próxima semana, ou seja, no início de fevereiro. “Os idosos acima de 85 anos, residentes do Recife, pode preencher a funcionalidade dentro do aplicativo disponibilizado para realização do agendamento e, assim, uma equipe ir à casa do usuário para fazer a vacina”, conta.

Outro ponto debatido foram as recentes denúncias de pessoas que estão fora do grupo prioritário estar “furando fila” e tomando a vacina antes do tempo previsto. Luciana respondeu que “até o momento, foram recebidas 31 denúncias e que 15 já foram respondidas”, mas, a secretária reforça que é muito importante a formalização de denúncias desse tipo, pois não se tem um conhecimento pleno de todos os profissionais de saúde que estão ou não trabalhando na linha de frente contra a Covid. “Ser for necessário abrir um processo administrativo para verificar, ele será aberto”, conclui.