quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Secretaria executiva dos conselhos de saúde recebe Dr. Jailson Correia na 11ª Conferência Municipal de Saúde



    Dentro da programação da 11ª Conferência Municipal de Saúde do Recife, realizada nos dias 16, 17 e 18 de dezembro, no Centro de Convenções, o Secretário Municipal de Saúde, Dr. Jailson Correia, foi conversar com a secretaria executiva dos conselhos de saúde (municipal e distrital) para saber como foi o andamento da conferência. Na ocasião, ele posou para foto com a equipe.

Conheça a equipe (da esquerda para a direita):

Wellington Carvalho, Coordenador do CMS-Recife;
Jefferson Chamberland, Secretário Executivo do Conselho Distrital IV;
Gregório Lima, Secretário Executivo do Conselho Distrital III;
Márcio Fernandes, Técnico do CMS-Recife;
Edson Rosa, Secretário Executivo do CMS-Recife;
Dr. Jailson Correia, Secretário Municipal de Saúde do Recife;
Edijane Guimarães, Secretária Executiva do Conselho Distrital VI;
Rosângela Berto, Secretária Executiva do Conselho Distrital II;
Iêda Moura, Secretária Executiva do Conselho Distrital I;
Suelaine Cézar, Técnica do CMS-Recife;
Carlos Diego Lins, Assessor de Comunicação e Imprensa do CMS-Recife.

CMS-Recife entra em recesso próxima segunda

    Em determinação ao que foi deliberado no pleno do Conselho Municipal de Saúde do Recife (CMS-Recife), na última Reunião Ordinária de número 266 (dia 04/12), e em cumprimento da resolução 020 de 2013, deste conselho, o recesso das atividades do CMS-Recife começa na próxima segunda-feira (23) e segue até o dia 17 de janeiro de 2014.
    A volta das atividades das comissões deste colegiado será no dia 20 de janeiro de 2014 com a primeira reunião da Comissão Executiva na sede do conselho.

...

    O CMS-Recife deseja um ótimo Natal e um Próspero Ano Novo

Conferência Municipal de Saúde do Recife foi finalizada

    Há um ano os preparativos da 11ª Conferência Municipal de Saúde do Recife começaram a ser debatidos dentro das salas do Conselho Municipal de Saúde do Recife (CMS-Recife). A preocupação de fazer uma conferência que atendesse aos requisitos básicos do controle social sempre norteou as discussões ao longo desse ano e o resultado pode se visto nos dias 16, 17 e 18 deste mês quando o processo de confecção foi executado.
    Realizada no Centro de Convenções, em Olinda/PE, a conferência teve como tema macro “O Recife na luta pela defesa do SUS, através do controle social” e contou com a presença de usuários, trabalhadores e gestores que se uniram para elaborar o Plano Municipal de Saúde (PMS) para os próximos quatro anos, 2014-2017. Esses representantes, chamados de delegados, foram tirados das etapas de micro (pré-delegados) e distritais que antecederam a conferência.
Todos os delegados passaram pelo credenciamento
    Após o credenciamento dos participantes, ocorrido no dia primeiro dia de evento (dia 16), todos foram convidados para a plenária, onde um momento de descontração foi preparado pela Academia da Cidade, que fez todos se exercitar e relaxar para dar início aos trabalhos. Houve também uma apresentação do grupo cultural chamado “Boi de Mainha” da localidade do Ibura de Baixo, que contou a famosa história de Mateus e Caterina e o bumba meu boi.
Plenária em momento de descontração com a Academia da Cidade
Grupo "Boi de mainha" fazendo sua apresentação
    Logo após esse momento, deu-se início a composição da mesa. Estavam presentes o Coordenador do CMS-Recife, Wellington Carvalho, o Secretário Municipal de Saúde, Dr. Jailson Correia, além dos convidados: a Presidenta do Conselho Nacional de Saúde (CNS), Maria do Socorro; a promotora do Ministério Público, Dr. Helena Capela; o gerente da 1ª Geres da Secretaria Estadual de Saúde, Marcelo Pereira Lima; o Sr. José Marcos, que representou a Conselho Estadual de Saúde; o deputado federal e membro da Comissão de Seguridade da Câmara Federal, Paulo Rubem Santiago; e  Ana Cláudia Callou, do Cosems/PE.
Mesa de Abertura
    Após as explanações de cada representante, o Sr. Domício Sá fez a explanação do tema central e houve a leitura do Regimento Interno da conferência para aprovação pela plenária. Feito isso, os participantes puderam acompanhar duas mesas que debateram os assuntos: “Organização aos cuidados à saúde: o papel da atenção básica enquanto ordenadora do sistema” e “Financiamento da Saúde”, onde os expositores e debatedores colocaram seus pontos de vista acerca dos temas e puderam ouvir as intervenções da plenária que tirou dúvidas sobre o assunto.
Wellington Carvalho e Paulo Roberto fizeram a leitura do
Regimento Interno para aprovação pela plenária
Mesa de debate 1, contou com a presença de Mozart Sales (MS)
para debater sobre o papel da atenção básica
Mesa 2 debateu o financiamento da saúde com a
presença da presidenta do CNS, Maria do Socorro.
    No segundo dia de conferência, começariam os trabalhos de grupo. Divididos em 9 grupos (1 e 2 – Atenção básica (políticas estratégicas); 3 e 4 – Atenção Básica (Grupos específicos); 5 e 6 – Atenção de Média e Alta Complexidade; 7 e 8 – Vigilância em Saúde; 9 – Controle Social e Transparência Pública), os delegados puderam debater sobre as propostas que irão compor o PMS 2014-2017, votando pela manutenção da proposta do documento base ou pela alteração de texto ou pela supressão (eliminação) da proposta. Os trabalhos foram encerrados ao final da noite do dia 17.
Comissão organizadora deu informações da condução dos trabalhos.
Grupos de trabalho discutindo a construção do PMS - 20114-2017
    A delegada do segmento trabalhador do Distrito Sanitário IV (DSIV), Mariza do Carmo, falou que o andamento do processo da conferência foi muito proveitoso e que nos trabalhos de grupo todos os temas foram amplamente discutidos. “A organização foi boa, o acolhimento, a estrutura, a forma que os trabalhos foram conduzidos. Estou confiante.”, relatou, desejando o bem coletivo que será retirado dessa conferência.
    A delegada, Valdete Gonçalves, também do DSIV, falou que como sua área não é coberta, fica muito difícil resolver os problemas que sua filha passa. “É muita conversa e pouca ação. Me sinto totalmente desamparada”, desabafou a usuária. Porém, Valdete disse que tem uma esperança de que esse plano traga bons frutos. “Espero que eles [a gestão] se empenhem e cumpram aquilo que foi discutido e aprovado aqui”, finalizou.
Dona Valdete acredita no poder da gestão em colocar
em prática o que debatido nos três dias da conferência
    No dia posterior (dia 18), houve a grande plenária final com a socialização dos grupos e a votação dos itens que não foram acordados pelos 75% dos participantes das salas temáticas e foram levados à grande plenária para que todos os delegados votassem.
Plenária final com votação das propostas que não foram aprovadas nos grupos
    Os delegados, Edileuza Costa e José Marcos, DSVI e DSII, respectivamente, se mostraram totalmente descontentes com o andar da conferência, ressaltando que não houve uma participação maior da população. Ambos os delegados são do segmento trabalhador. Esse também foi um ponto que alguns usuários, trabalhadores e residentes observadores alegaram em sua manifestação ao final da conferência. Com o discurso de que o princípio de paridade não foi respeitado, o grupo entoava gritos como “o SUS é nosso”.
"O SUS é nosso", era o grito do guerra de participantes que fizeram sua manifestação 
    A secretária executiva de coordenação geral, Kamila Matos, e o coordenador do CMS-Recife, Wellington Carvalho, rebateram as acusações dizendo que o princípio de paridade foi cumprindo, pois caso contrário a conferência não teria começado. Esse princípio está assegurado no regimento onde diz que, 50% dos participantes devem ser unicamente usuários e os outros 50% são divididos entre trabalhadores e gestores (sendo 25% para cada segmento).
'Mãe do Bar' espera que seja garantido tudo o que foi deliberado no PMS
    A delegada e usuária do Distrito Sanitário I, Rosângela Lima de Albuquerque, também conhecida como ‘Mãe do Bar’ salientou que o Plano Municipal “que começou a ser criado nessa conferência, seja colocado em prática o mais rápido possível” e que seja garantido uma saúde da família de mais qualidade. Ela se diz confiante que o plano será cumprido.

    Com o término da conferência, a Secretaria de Saúde tem 60 dias para concluir o relatório final para encaminhar aos conselhos de saúde municipal, distrital e de unidade.

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Inscrições para observadores estão encerradas

    As inscrições para observador da 11ª Conferência Municipal de Saúde do Recife foram um sucesso. Em poucos minutos, todas as vagas foram preenchidas. O CMS-Recife agradece o empenho daqueles que quiseram se cadastrar, mas não conseguiram, e parabeniza os 78 que conseguiram assegurar sua vaga. 

    Abaixo, confira a programação da 11ª Conferência:




quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Link de inscrição para Observadores

 ATENÇÃO
 
    Como foi dito deste o início da semana, as pessoas que quiserem participar da 11ª Conferência Municipal de Saúde do Recife, devem fazer suas inscrições, como observador, através do link disponibilizado pelo CMS-Recife neste blog. Logo abaixo está o endereço eletrônico que dá acesso a ficha de inscrição. *lembrando que as inscrições só estarão abertas a zero hora (0h) desta sexta-feira, 13.


LINK DE INSCRIÇÃO:
http://www.recife.pe.gov.br/pr/secsaude/cadastroconferencia



Boa sorte.

GT da Conferência realiza sua última reunião

    Na tarde de hoje (quinta-feira, 12), o Grupo de Trabalho (GT) da 11ª Conferência Municipal de Saúde se reuniu, pela última vez, para acertar os últimos detalhes da conferência que acontecerá na próxima segunda-feira, 16, no Centro de Convenções em Olinda/PE.

    Num breve fala, o coordenador do CMS-Recife, Wellington Carvalho, disse que "as representações que fizeram parte do GT (CMS-Recife, conselhos distritais e secretaria de saúde) vem só consolidar o que foi construído e pactuado ao longo do ano". O processo de organização vem desde o mês de novembro de 2012, onde tudo começou. E o GT espera "alcançar o sucesso que o grupo propôs fazer", como disse Cláudia Martins, Vice- coordenadora do CMS-Recife.

Secretário Executivo do CMS-Recife se reune com secretários dos conselhos distritais

    Na tarde de ontem, quarta-feira (11), foi realizado o I Encontro de Secretários Executivos dos Conselhos de Saúde do Recife. Ministrado pelo secretário executivo do CMS-Recife, Edson Rosa, o encontro teve o propósito de discutir o papel dos secretários dentro dos conselhos distritais de saúde, além de ressaltar a importância de cada um no que tange o controle social. "A necessidade do encontro veio para que os secretários executivos dos conselhos distritais possam melhor desenvolver o papel dentro da secretaria executiva dos conselhos de saúde", disse Edson Rosa.

    "O encontro foi de grande importância, pois definiu as atividades desenvolvidas pelos secretários executivos dos conselhos distritais", falou Ieda Moura, secretária executiva do conselho distrital I. "Com as orientações de Edson, os secretários podem atuar de forma administrativa bem mais organizada, colaborando com o coordenador do conselho em por em prática as atividades do controle social", completou.

    Controle dos documentos e de informações, assessorar o coordenador do conselho e fazer as atas das reuniões, foram algumas das contribuições que o encontro proporcionou. Foram também debatidos a lei 8080 e 8142, além da resolução 453 do Conselho Nacional de Saúde (CNS) e a leitura do regimento da conferência municipal.




CIST-Recife realiza reunião ordinária


    Na última terça-feira, 10, a Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador do Recife (CIST-Recife) se reuniu na sede do conselho para fazer a leitura do regimento e tratar de possíveis alterações do próprio regulamento no que se refere as entidade que fazem parte da comissão, que são 21 no total.

    Coordenada por Rita de Cássia, a reunião debateu sobre a possibilidade de novas entidades participarem da composição da CIST-Recife, além de traçar as sub comissões que deverão ser formadas a partir de janeiro do ano que vem.

    Ficou acordado que serão quatro (04) no total. São elas: Vigilância, Assistência, Capacitação e Comunicação Social. Os nomes dos componentes de cada sub comissão, será definido no retorno das atividades da comissão.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Convite para seminário avaliativo da FIJ

    A FIJ - Federação Ibura Jordão, convida a todos para participarem do seminário de apresentação do balanço das ações do triênio, referente ao projeto: "Fortalecer a Organização e a Luta pelo Direito a Moradia no Ibura e Jordão", que será realizado amanhã, quinta-feira (12), às 18h, no SESI-Ibura (Av. Dois Rios, 228, Ibura - Recife).

    O evento, que é realizado anualmente, é uma celebração do projeto que a FIJ, em parceria com a ETAPAS (Equipe Técnica de Assessoria, Pesquisa e Ação Social), vem desenvolvendo junto com lideranças comunitárias, mulheres, adolescentes, crianças atentando ao fortalecimento da organização social e controle social de políticas públicas. A conselheira e Vice-coordenadora do CMS-Recife, Cláudia Martins, que representa a Federação no CMS-Recife, reforça o convite ao evento. 

    Abaixo, está a programação completa.


terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Convocação para reunião

Inscrições para observadores começarão nesta sexta-feira (13)

    Com a 11º Conferência Municipal de Saúde do Recife se aproximando (não se esqueçam: acontece nos dias 16, 17 e 18 deste mês), as pessoas que quiserem participar do evento devem fazer a sua inscrição como observador aqui, no blog do Conselho. São apenas 78 vagas. Portanto, é fundamental ficar de olho para não perder a chance de participar desse processo que elaborará o Plano Municipal de Saúde (PMS) para o próximo quadriênio (2014-2017). 
    As inscrições serão abertas às zero horas (0h) desta sexta-feira, 13. O link de inscrição será disponibilizado em breve. Aguardem.


quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Pleno ampliado foi realizado na sede do Conselho



    Durante todo o dia de ontem (quarta-feira, 04), o colegiado do Conselho Municipal de Saúde do Recife (CMS-Recife) se reuniu para realizar a 266ª Reunião Ordinária (RO). O pleno, que foi ampliado, teve como intuito apresentar políticas do município tais como: Atenção Farmacêutica, SANAR Recife, Saúde de Atenção da Criança, entre outras.


    A abertura da reunião se deu com a leitura da pauta e logo em seguida foi conduzido o início das apresentações com a Atenção Farmacêutica (AF). O Gerente da AF, Fernando Zangheline, mostrou como está estruturada a rede farmacêutica dentro do município, além de expor estratégias que a gestão tem adotado para executar as ações previstas para o próximo ano.
Fernando Zanghelini em sua apresentação da Atenção Farmacêutica

    Questionado pelo conselheiro Rildo Fernandes, que perguntou como fica “a saúde dos usuários com a falta de medicamentos”, Fernando respondeu que “a Secretaria de Saúde está correndo atrás para resolver o déficit existente” e ressaltou que muito já foi melhorado.

    Após uma pausa para o almoço, foi a vez da Coordenadora de Doenças Negligenciadas – SANAR Recife, Ariane Bezerra, fazer sua apresentação. Em sua fala, Ariane mostrou estratégias para combater a hanseníase e tuberculose nas áreas comprometidas e as metas até o ano de 2016. O Conselheiro e Coordenador do CMS-Recife, Wellington Carvalho, disse que “o Recife é o 2º Lugar [leia-se capital] com o índice de tuberculose alto” e questionou o tipo de tratamento para diminuir esse índice citando a entrega de uma cesta básica. Em resposta, Ariane falou que “é alarmante o índice do Recife, mas que a entrega de cesta básica não é um componente ativo, é uma assistência nutricional para usuários aderirem ao tratamento”. E ressaltou que o tratamento é feito com acompanhamento de um profissional qualificado.
Coordenadora do SANAR - Recife, Ariane Bezerra trouxe o objetivo e metodologia do programa
   Em seguida, a Gerente de Regulação, Fernanda Casado, fez sua apresentação mostrando o objetivo, as atribuições e os avanços (2013/2014), dentre as quais estão a sensibilização com os profissionais da rede própria e a implantação do Telessaúde na Central de Regulação.
Fernanda Casado  participou de plenária onde apresentou a gerencia de regulação

     Dentro do conteúdo programado, houve também a apresentação da Política da Criança, feita por Paulo Frias. Bem elogiado pelos conselheiros, Paulo mostrou a missão e o objetivo da política, além de ressaltar a importância de acompanhar a saúde da mãe gestante, não se atendo somente ao bebê.
Fernando Frias recebeu elogios acerca de sua apresentação sobre a saúde da criança 
   Finalizada as apresentações, o Conselho debateu assuntos de esfera institucional, como o recesso das atividades do Conselho, repasses de comissões e informes gerais.







segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Conselheiros se reúnem para elaborar o Programa Anual de Saúde (PAS) 2014

    Nos dias 26 e 27 do mês de novembro, o CMS-Recife foi palco do Planejamento Estratégico para o ano de 2014. Reunindo conselheiros municipais, distritais e representantes da Comissão Intersetorial de Saúde do trabalhador (CIST), o encontro serviu para avaliar as ações que foram previstas para o ano de 2013, além traçar as metas para o Programa Anual de Saúde (PAS) 2014.

    Tendo seu acolhimento feito pela Academia da Cidade, os participantes puderam relaxar, se exercitando e movimentando o corpo para dar início as atividades com todo o gás. Após esse momento de descontração, a abertura oficial do encontro se deu com a elaboração do pacto de convivência, e só então, os trabalhos foram iniciados.
Participantes num momento de relaxamento promovido pela Academia da Cidade
    Divididos em três grupos  (1 – Comissão Executiva, Comissão de Orçamento, Comissão de Comunicação; 2 – Promover Educação Permanente e Continuada – Comissão de Educação Permanente e CIST-Recife; 3 – Fortalecimento do Controle Social – Comissão de Articulação e Comissão de Fiscalização), os participantes analisaram as ações propostas para o PAS 2014 e puderam fazer suas contribuições, alterando o texto ou incorporando ações novas. Ao final do segundo dia, os grupos socializaram os trabalhos para toda a plenária final.
Grupos debateram sobre o PAS 2014 
    Numa breve fala, a conselheira municipal e vice-coordenadora do CMS-Recife, Cláudia Martins, avaliou o processo. “Foi muito bom, pois conseguimos reunir conselheiros municipais, pessoal da CIST e conselheiros distritais, uma vez que eles sempre pedem para participar de processos como este”, falou. “É um trabalho importante esse planejamento, para que a próxima gestão tenha um norte na condução do controle social para o próximo ano", finalizou ressaltando que o atual colegiado estará passando suas atividades para um novo grupo de conselheiros.
    A realização de planejamentos como o PAS 2014, só firmam as ações que o CMS-Recife desenvolve na construção de um controle social mais firme na luta por um SUS melhor.
Plenária final socializando o resultado dos grupos







266ª Reunião Ordinária do CMS-Recife será ampliada



    O Conselho Municipal de Saúde do Recife (CMS-Recife) convida a todos para participarem da 266ª Reunião Ordinária que acontecerá durante todo o dia desta quarta-feira (04), na sede do Conselho. Entre os temas que serão discutidos, estão as apresentações da Política de Atenção ao Homem, do SAMU, do Idoso, Atenção Farmacêutica, entre outros. Assuntos como hanseníase e tuberculose também estão em pauta.

    Compareçam aos eventos promovidos pelo Conselho. Assim, vocês podem participar das ações que são desenvolvidas pelas comissões que o compõe. A reunião está marcada para às 8h30.

Serviço:
Data: 04/12/13
Horário: 8h30
Local: rua doa Palmares, 253, Santo Amaro*

*ao lado do escritório de Advocacia MB Advogados

Conselheiros participam de Simpósio de Vigilância Sanitária

    Durante os dias 26 e 30 de outubro, os conselheiros municipais Ana Maria Melo, Maria Helena Ribeiro, Rosicleide Barbosa e Leumim Oliveira, participaram do VI Simpósio Brasileiro de Vigilância Sanitária (VI SIMBRAVISA), ocorrido em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul.

    Promovido pela Abrasco (Associação Brasileira de Saúde Coletiva), o evento, que teve como tema central: “Vigilância sanitária, Desenvolvimento e Inclusão: Dilemas para a regulação e proteção da saúde”, discutiu em suas conferências e mesas redondas assuntos como o monitoramento de alimentos, vigilância sanitária nas três esferas de gestão, o dilema da proteção da saúde no contexto global, entre outros.

    “Entendemos que a saúde coletiva é um universo complexo, tem interação com todas as disciplinas científicas e exige uma constante reflexão sobre suas práticas e métodos”, avaliaram Ana Maria e Maria Helena sobre o SIMBRAVISA.
Maria Helena e Ana Maria em evento realizado em Porto Alegre
    Parafraseando o Presidente da Abrasco, Dr. Luís Eugênio, que diz em seu discurso que a “vigilância sanitária é provavelmente o componente mais complexo da saúde pública”, pode-se perceber o quanto o papel dessa área é fundamental para proteger a saúde da população. E isso se dá através de ações, questionamentos e informações.

    Foi com esse intuito, de questionar e conseguir mais informações sobre o assunto, que a conselheira Rosicleide Barbosa expôs sua visão do que era vigilância sanitária dentro do seu convívio diário. Falando como usuária, Rosicleide foi convidada a dar uma entrevista para mostrar seu ponto de vista dentro do tema: “Desenvolvimento, Cidadania e Justiça Social”, onde ressaltou a importância do simpósio para um melhor entendimento do assunto.

Confira a entrevista da conselheira Rosicleide no link abaixo:


    De um modo geral, os desafios de consolidação do SUS universal tendem a passar pelo fortalecimento da vigilância sanitária e a promoção e atuação dos profissionais de saúde só contribuem para uma qualidade melhor para a população.