segunda-feira, 28 de novembro de 2022

INFORME

Nesta quarta-feira, 30, às 14h, o Conselho Municipal de Saúde (CMS) do Recife realizará a sua 367ª Reunião Ordinária. A referida reunião será presencial, mas, o CMS-Recife irá adotar algumas medidas para prevenção à COVID-19, visto que estamos passando por um aumento significativo de novos casos

Diante disso, informamos que o CMS-Recife irá garantir, a priori, a participação da presença do seu colegiado e de representações dos Conselhos Distritais de Saúde (CDS).


É importante observar:

- A participação será garantida de acordo com o número de assentos disponíveis na sede do CMS;

- O uso de máscara será obrigatório;

- É necessária a apresentação do esquema vacinal completo;

- Disponibilizaremos álcool em gel para manutenção da higiene durante a reunião;


Na pauta, a 367ª Reunião Ordinária traz às discussão e aprovação do Parecer da Programação Anual de Saúde (PAS) 2022/2023.

sexta-feira, 18 de novembro de 2022

Regulamento da 16ª Conferência é aprovado em Plenária Extraordinária

 

Foi aprovado ontem, quinta-feira, 17, durante a realização da 233ª Reunião Extraordinária, o Regulamento da 16ª Conferência Municipal de Saúde do Recife. O documento, que traz as normativas para realização das etapas anteriores a 16ª Conferência, é de extrema valia para orientar a população do Recife sobre como se dará o formato desse evento que é suprassumo do Controle Social.

“Vamos fazer a leitura do regulamento da conferência que foi construído pelo grupo de trabalho, na qual, fizemos os ajustes necessários sobre aquelas questões vindas do conselho estadual”, disse o coordenador do CMS-Recife, Oscar Correia.

Esse ano de 2023, Recife, bem como todos os municípios do país, deve realizar a sua conferência como uma etapa preparatória da 17ª Conferência Nacional de Saúde. Diante dessa perspectiva, o Grupo de Trabalho (GT) que discutiu a elaboração do Regulamento, teve que tomar algumas atitudes para se adequar ao que é orientado pelo Conselho Nacional e pelo Conselho Estadual de Saúde, uma vez que este órgão também deve realizar sua conferência.

Diante disso, e pelo tempo exíguo que os municípios têm para realizar as suas conferências, o GT resolveu unificar as plenárias microrregionais e criar a etapa de Plenárias Ampliadas para poder eleger os(as) representantes do território para seguir para a 16ª Conferência Municipal. Porém, além das eleições, essas plenárias também servirão para discutir sobre o tema da 16ª e escutar todos(as) os(as) participantes.


Apresentado pela conselheira e gerente Geral de Planejamento e Orçamento da Sesau, Juliana Borges, o documento traz algumas novidades para esta conferência. “Vamos realizar oito plenárias ampliadas, contemplando todos os Distritos Sanitários, onde serão eleitos os delegados para a etapa municipal”, disse.

Outro ponto que vale a pena destacar no Regulamento é que as vagas serão por ampla concorrência, ou seja, o número de vagas disponíveis será para todo o Distrito. “É bom lembrar que estamos replicando a mesma quantidade de participantes da nossa última conferência”, disse Janaína Brandão, vice-coordenadora do CMS-Recife e membro do GT, referindo-se a 15ª Conferência. “O número de vagas é levando em consideração a população de cada Distrito e quem for conselheiro distrital terá que pleitear a vaga dentro do seu território”, finaliza.

As Plenárias Ampliadas também tiveram seu cronograma divulgado, onde acontecem entre os meses de janeiro e fevereiro de 2023, tendo sua primeira plenária marcada para o dia 18/01 no Distrito Sanitário IV.

Após tirar algumas dúvidas dos presentes, o documento foi aprovado pelo colegiado e deve seguir para publicação no Diário Oficial do Município (DOM).

Conselho aprova logomarca da 16ª Conferência Municipal de Saúde

 


Durante a 233ª Reunião Extraordinária do CMS-Recife, realizada na tarde ontem, quinta-feira, 17, o colegiado conheceu a logomarca da 16ª Conferência Municipal de Saúde do Recife. Baseada no tema da conferência traz: “Garantir Direitos e Defender o SUS, a Vida e a Democracia – Amanhã vai ser outro dia”, a identidade visual foi marcada pelo simbolismo do raiar do sol para contemplar a esperança de melhores horizontes para o Sistema Único de Saúde.



Entendendo o conceito:



Símbolo

O sol há de brilhar mais uma vez e com esse raiar vem um novo dia.

O símbolo maior para representar este conceito foi o Sol e todo o seu brilho.

De forma que a marca atribua em seu conceito o(a) usuário(a) dos serviços, os(as) profissionais e todas as pessoas que fazem parte do Sistema de Saúde do Recife, representados(as) por pictogramas no símbolo.

Desta maneira, o símbolo apresentado é a fusão desses dois elementos.


Cores


As cores empregadas na marca fazem alusão ao amanhecer, são tons que passeiam entre o laranja, roxo e azul, reforçando o conceito apresentado.

Conselho pede esclarecimentos acerca da formação de GTE para Projeto de concessão/parceria público privada

 

O colegiado do CMS-Recife irá encaminhar um documento para a Secretaria de Saúde do Recife solicitando esclarecimentos acerca da formação de um Grupo de Trabalho Executivo (GTE) que tem como objetivo a elaboração de estudos técnicos de estruturação de Projeto de Concessão Administrativa, também conhecido como PPP, para a Rede de Atenção Primária à Saúde (APS).

Para algumas(uns) conselheiras(os), o Conselho está ficando à margem das discussões e é necessário que o diálogo seja mais estreitado com este órgão tão importante para o Controle Social.

Diante disso, o CMS-Recife deve convidar a secretária de Saúde do Recife, Luciana Albuquerque, para fazer uma fala ao colegiado sobre esse GTE e desmistificar sobre o assunto. 

quinta-feira, 17 de novembro de 2022

INFORME

 

Hoje, quinta-feira, 17, iremos realizar a 233ª Reunião Extraordinária, onde aprovaremos o Regulamento da 16ª Conferência Municipal de Saúde do Recife, entre outros assuntos relacionados a este importantíssimo evento do Controle Social.

O nosso encontro estava marcado para acontecer de forma presencial, mas, devido ao crescente aumento de novos casos de COVID, iremos realizar a referida reunião em formato on-line!

Quem quiser participar, basta acessar o link abaixo no horário marcado.

O quê: 233a Reunião Extraordinária
Quando: 17/11/2022
Horário: 14h

sexta-feira, 11 de novembro de 2022

Plenário cria GT da PAS 2022/2023

 

Foi formado, durante a 232ª Reunião Extraordinária do CMS-Recife, realizada ontem, quinta-feira, 10, o Grupo de Trabalho (GT) da Programação Anual de Saúde (PAS) 2022 e 2023. O GT, que terá a finalidade de analisar as metas que serão realizadas pela Secretaria de Saúde e o CMS-Recife nos anos de 2022 e 2023, é composto por 14 membros, que se debruçarão sobre o instrumento de gestão a fim de elaborar um parecer sobre as ações previstas para os anos supracitados.

A Programação Anual de Saúde (PAS) 2022/2023 tem como propósito apontar o conjunto de ações que serão desenvolvidas durante o ano e que irão garantir os objetivos e as metas do Plano Municipal de Saúde 2022-2025, que foi construído a partir da realização da 15ª Conferência Municipal da Saúde.

Ainda na reunião, foram socializadas algumas informações quanto a realização das próximas reuniões plenárias do Conselho como a 233ª Reunião Extraordinária que acontece dia 17, em formato presencial, que tratará da aprovação do Regulamento da 16ª Conferência Municipal de Saúde do Recife; e a mudança da data da Reunião Ordinária que passará a ser no dia 30 de novembro, também em formato presencial.

Além disso, a plenária ajustou a composição da Comissão Eleitoral para a eleição do novo colegiado do CMS-Recife biênio 2023-2025.

Roda de Conversa: "Educação em Saúde para o Controle Social no SUS"

 


O Conselho Municipal de Saúde do Recife (CMS) do Recife, através da Comissão de Educação Permanente, promoveu uma roda de conversa tendo como tema: Das relações entre o controle social e educação permanente, democracia e saúde e direitos Humanos. A roda de conversa foi um momento para debater sobre o acesso humanizado e da oferta do serviço integral a população. Com a participação do Prof. e representante do CEBES Núcleo Recife, Itamar Lages.

O plano de aula foi a compreensão da situação de saúde e na proposição de medidas de organização da atenção primária pela perspectiva do direito à saúde, da justiça social e da equidade dentro do  desenvolvimento do controle social como uma das habilidades essenciais para o exercício da profissão de enfermagem no tocante à construção da identidade profissional, da formação do pensamento crítico e do trabalho em equipe.

"A democracia plena e a plenitude do SUS não são obras individuais, mas sim, institucionais. Indivíduos passam; as instituições podem permanecer se cada militante preparar outra pessoa para a militância! Nós vencemos uma batalha! Ainda há muitas outras batalhas para lutar e vencer para que o Brasil se torne uma democracia plena", disse Itamar.

Comentando sobre as relações entre o controle social e a educação permanente utilizando a abordagem histórica, Itamar listou alguns pontos que ajudaram a formular algumas propostas para o CMS, a exemplo: fortalecimento das funções de preceptoria e tutoria, fortalecimento dos cenários de práticas e o apoio aos encontros nacionais de residências em saúde.

Para o conselheiro Distrital de Saúde do Distrito Sanitário VIII, Lucas Estevão, esse momento foi enriquecedor para o colegiado: "Aprendi bastante com essa roda de conversa. Saio fortalecido e acredito que o caminho é esse; ouvir e entender como a gente chegou até aqui".

A roda teve como público-alvo conselheiros(as) municipais de saúde (CMS) e Distritais de Saúde (CDS. O curso busca instrumentalizar a atuação dos/as Conselheiros (as) como elemento catalisador da participação da sociedade no processo político de implementação do SUS em Pernambuco.

quinta-feira, 10 de novembro de 2022

GT encaminha Regulamento para aprovação do plenário

 


Na manhã de ontem, quarta-feira, 09, o Grupo de Trabalho (GT) que discute a realização da 16ª Conferência Municipal de Saúde do Recife esteve reunido com as secretárias(o)-Executivas(o) dos Conselhos Distritais de Saúde (CDS) para construir o cronograma de realização das Plenárias Ampliadas desse evento tão importante para o Controle Social.

A reunião também serviu para sanar eventuais dúvidas quanto ao modelo adotado para a 16ª conferência. Como anunciado aqui, esse ano de 2023 é ano de Conferências de Saúde para os três âmbitos existentes (Municipal, Estadual e Nacional) e, por isso, o CMS-Recife precisa se adequar as normativas oriundas dos Conselhos Estadual e Nacional de Saúde, pois, Recife é uma etapa preparatória para esses eventos macros.

O cronograma faz parte do Regulamento da 16ª Conferência que foi finalizado pelo GT na semana passada e que será remetido para aprovação plenária no dia 17 de novembro pelo colegiado do CMS-Recife.

terça-feira, 8 de novembro de 2022

Secretaria-Executiva do CMS participa de capacitação sobre o SEI

 


Na manhã desta terça-feira, 08, a equipe da Secretaria-Executiva do CMS-Recife participou de um treinamento para manuseio do novo sistema de informação utilizado pela Prefeitura da Cidade do Recife (PCR). Acompanhados pela coordenadora de implantação do SEI da GGTI, Saiane Dias, o corpo funcional do Conselho teve a oportunidade de entender melhor sobre o sistema e tirar dúvidas acerca do SEI.

“Um dos pontos de maior relevância para a gente que tramita tantos documentos é uma menor burocratização dos processos, tendo em vista que não perderemos tanto tempo com o deslocamento e com as possíveis perdas de papel pelo trajeto”, conta Saiane. “O armazenamento de processos no SEI nos dá muito mais controle, além da diminuição do uso de papel, que é de extrema importância para o meio ambiente”, finaliza.

O SEI (Sistema Eletrônico de Informações) é uma ferramenta que permite a produção, edição, assinatura e trâmite de documentos dentro do próprio sistema, proporcionando a virtualização de processos e documentos, permitindo atuação simultânea de várias unidades ao mesmo tempo em um mesmo processo, ainda que distantes fisicamente, reduzindo o tempo de realização das atividades.

Para Suelaine Cezar, apoio administrativo do CMS-Recife, esse novo sistema potencializará as demandas do Conselho. “Agora faremos tudo online e isso faz com que as demandas cheguem mais rapidamente aos destinos delas”, conta Suelaine. Mas, nem tudo é perfeito. “São muitos detalhes que a gente vai se aprofundando conforme vai mexendo. Eu só posso dizer uma coisa: ‘Só sei que nada SEI’”, conclui aos risos, citando o filósofo grego Sócrates, fazendo um trocadilho com o SEI da PCR.

sexta-feira, 4 de novembro de 2022

GT reformula Regulamento da 16ª Conferência

 

Continuando os preparativos para realização da 16ª Conferência Municipal de Saúde do Recife, o Grupo de Trabalho (GT) que está a frente dessas discussões esteve reunido na tarde de ontem, quinta-feira, 03, para reajustar o Regulamento desse evento tão importante do Controle Social.

Conforme anunciado aqui, o GT tinha a missão de revisitar o documento para fazer ajustes ao documento que seria aprovado na reunião ordinária de outubro. “Devido os encaminhamentos do pleno, o GT teve que refazer o trabalho de construir um novo regulamento para se adequar as orientações do Conselho Estadual”, disse o coordenador do CMS, Oscar Correia.

A proposta é realizar oito (08) Plenárias Ampliadas, sendo uma por Distrito Sanitário (DS), para elucidar e discutir sobre o formato da 16ª Conferência, ouvir a população e eleger os(as) representantes de cada DS para seguir para a Etapa Municipal.

Agora, o GT receberá a participação das(o) secretárias(o)-Executivas(o) dos Conselhos Distritais de Saúde (CDS) para fechar o cronograma das plenárias ampliadas. O documento deve ser submetido para aprovação ainda este mês.

sexta-feira, 28 de outubro de 2022

Secretaria-Executiva do CMS alinha informações sobre o SEI

 


A vice-coordenadora do CMS-Recife, Janaína Brandão, reuniu a equipe da secretaria-Executiva do CMS-Recife para alinhar sobre alguns processos de trabalho que deverão ser adotados pelo Conselho na utilização do novo sistema de informação utilizado pela Prefeitura do Recife. “Nos encontramos para atender demandas da equipe do CMS, no sentido de apoiar o conselho no uso do SEI e tratar de fluxos administrativos, com o intuito de alinhar burocracias necessárias para executar as demandas do colegiado a frente de algumas mudanças”, conta Janaína Brandão.

O SEI (Sistema Eletrônico de Informações) é uma ferramenta que permite a produção, edição, assinatura e trâmite de documentos dentro do próprio sistema, proporcionando a virtualização de processos e documentos, permitindo atuação simultânea de várias unidades ao mesmo tempo em um mesmo processo, ainda que distantes fisicamente, reduzindo o tempo de realização das atividades.

“Foi uma reunião muito produtiva, onde pudemos tirar algumas dúvidas sobre esse novo sistema de informatização da prefeitura e que serviu para aproximar a equipe desse instrumento de trabalho da PCR”, disse Romildo Cândido, secretário-Executivo do CMS-Recife.

Diante da novidade, ficou agendado um momento de capacitação na próxima semana para manusear nesse novo sistema.

GT reestrutura formato da 16ª Conferência

 


O Grupo de Trabalho (GT) que discute a elaboração da 16ª Conferência Municipal de Saúde do Recife esteve reunido na manhã desta sexta-feira, 28, para rediscutir o formato de realização desse evento tão importante para o Controle Social. Conforme noticiado aqui, o regulamento da 16ª Conferência retornou para o GT, pois precisava passar por uma reformulação devido as normativas do Conselho Estadual de Saúde que este ano de 2023 também realizará a sua conferência.

“Estamos aqui para fazer uma avaliação e pensar como seguir daqui pra frente com a nossa conferência”, destaca o coordenador do CMS-Recife, Oscar Correia. “Embora a gente tenha dado um spoiler na reunião ordinária de ontem [366 RO], temos que definir como será a construção de nossa conferência olhando para tudo o que foi apontado na reunião de ontem”, explica.

O GT irá trabalhar com a perspectiva de realizar oito plenárias contemplando todos os Distritos Sanitários para eleger os(as) delegados(as) que seguirão direto para a 16ª Conferência. Além disso, essas plenárias também servirão para fazer a escuta dos participantes e explicar sobre os processos durante a 16ª Conferência. Agora, o GT iniciará as alterações no Regulamento.

Outro ponto discutido foi a elaboração de estratégias de divulgação para elucidar a população do Recife sobre as adequações que formato trará para essa conferência. “Vamos fazer cartazes, faixas, usar anuncicletas, cards para whastapp e folders explicativos para deixar a população ciente e informada sobre a metodologia da 16ª Conferência”, disse o assessor de comunicação do CMS-Recife, Carlos Diego Lins.

Ainda na reunião foi apresentada a proposta de logomarca da 16ª Conferência, que passará por alguns ajustes e seguirá para aprovação do plenário do CMS-Recife em uma plenária Extraordinária em novembro.

Fiscalização sistematiza relatórios

 


Na manhã desta sexta-feira, 28, a comissão de Fiscalização do CMS se reuniu para sistematizar os relatórios das visitas feitas nas escolas que fizeram a adesão do Programa Saúde na Escola (PSE) ao longo da semana.

Além disso, a comissão aproveitou a oportunidade para acolher algumas denúncias e prosseguir com os encaminhamentos necessários.

Agora, a comissão já organiza a continuidade das visitas às escolas com PSE na próxima semana.

quinta-feira, 27 de outubro de 2022

Regulamento da 16ª Conferência retorna ao GT para adequações

 


Com a pauta de aprovar o Regulamento da 16ª Conferência Municipal de Saúde, o colegiado do CMS-Recife esteve reunido na tarde de hoje, quinta-feira, 27, para realizar a sua 366ª Reunião Ordinária. Porém, devido as orientações dos documentos normativos do Conselho Estatual de Saúde, que diz que os municípios devem criar apenas oito (08) propostas para enviar a etapa Macrorregional da 10ª Conferência Estadual de Saúde, a matéria em pauta não pode ser apresentada ao plenário.

Para quem não sebe, neste ano de 2023 os Municípios, Estados e a Federação precisam realizar uma conferência de saúde para elencar propostas de Saúde que contemplem todos os âmbitos existentes. Diante disso, o Conselho Nacional de Saúde (CNS) divulga o chamamento dessas conferências e também indica o período que as conferências devem acontecer. Para os municípios, que é o caso do Recife, a conferência deve acontecer até março de 2023.

Sem ter muitos documentos orientadores, o Grupo de Trabalho (GT) da 16ª Conferência do Recife seguiu com as suas discussões e elaborou um regulamento baseado nas informações que tinha até então. “O GT estudou as possibilidades e ia apresentar ao plenário do CMS uma proposta de compactar as microrregionais e seguir com a conferência do mesmo jeito que sempre fez”, conta Oscar Correia, coordenador do CMS-Recife. “Mas, quando soubemos que para na conferência estadual, a gente de Recife, só vai poder enviar oito propostas, tivemos que devolver o regulamento para o GT pensar em outro formato para realização da nossa conferência”, explica.

Com essa limitação de propostas, o colegiado do CMS-Recife entende que é impossível fazer todas as etapas que a conferência municipal possui. “Temos que levar em consideração o gasto que é para fazer uma conferência do porte do Recife, contando ainda com toda a logística, os materiais e toda a organização pessoal. Não vamos esquecer que acabamos de sair de uma conferência [15ª] com um gasto perto da casa dos 700 mil”, exemplifica Janaína Brandão, vice-coordenadora do CMS-Recife.

A plenária toda esclarecida, deliberou que o assunto retornasse ao GT para que seja repensado um novo formato, além de refazer os documentos normativos da 16ª Conferência.

Ainda na reunião, a plenária escolheu a Comissão Eleitoral que acompanhará o processo de eleição para escolha do novo colegiado do CMS para o biênio 2023-2025.

quarta-feira, 26 de outubro de 2022

Articulação inicia análise do Regimento Eleitoral dos ConSUS do Distrito III

 


Na manhã desta quarta-feira, 26, a Comissão de Articulação esteve reunida para realizar a análise do Regimento Eleitoral (RE) dos Conselhos de Unidade do Distrito Sanitário III. Durante a reunião, a comissão fez a leitura do documento e pontuaram quais artigos devem passar por revisões.  O encontro aconteceu de forma virtual.

As conselheiras, percebendo que o documento analisado estava apresentando algumas incoerências relacionadas ao Regimento Interno do CMS-Recife, optaram em adiar a conclusão da análise para a próxima reunião, assim, isso facilitará nas analises dos RE dos demais Distritos Sanitários.

sexta-feira, 21 de outubro de 2022

PMS 2022-2025 é aprovado no CMS-Recife

 

Após nove horas de discussão, o Conselho Municipal de Saúde (CMS) do Recife, aprovou, por unanimidade, o Plano Municipal de Saúde (PMS) do Recife para o quadriênio 2022-2025. A aprovação do documento ocorreu durante a 231ª Reunião Extraordinária do CMS, realizada nesta quinta-feira (20/10), na sede do Conselho. “Não se faz gestão que não se discuta nessa casa”, disse a secretária de Saúde do Recife, Luciana Albuquerque, minutos antes de iniciar a apresentação do Plano.
Romildo Cândido, Janaína Brandão, Oscar Correia e Luciana Albuquerque

O PMS é um instrumento de planejamento e gestão do SUS que explicita as intenções, destacando os resultados que serão alcançados, apresentados através das diretrizes, objetivos e ações que orientarão a gestão municipal para o período de quatro anos, propiciando um alinhamento estratégico de prioridades para a agenda da saúde entre gestores(as), trabalhadores(as) e usuários(as). “Este é um momento especial, pois o PMS nos traduz o que vai acontecer no município nos próximos quatro anos”, conta a vice-coordenadora do CMS-Recife, Janaína Brandão.
Luciana Albuquerque, secretária de Saúde do Recife

Contendo 292 metas, divididas em seis (06) diretrizes, o PMS engloba as 196 propostas aprovadas na 15ª Conferência Municipal de Saúde, somadas a 25 propostas extras e outras do Planejamento Estratégico da Prefeitura do Recife. “Tendo em vista a necessidade de alinhamento com o Plano Estratégico da Prefeitura e as recomendações do CMS para o RAG 2021, o Plano 2022-2025 contemplará ações e metas para além das propostas oriundas da 15ª CMS”, explica a secretária.

Apresentando um novo modelo de fazer gestão, essa foi uma forma de aproximar ainda mais a secretaria de Saúde com os Conselhos de Saúde. “Para mim, poder estar ali presente e vê-lo [PMS] ganhar forma, foi muito especial. Estou bastante satisfeita com a condução da reunião. Todas as contribuições foram enriquecedoras e todas as metas foram integralmente de acordo com as propostas da conferência. Isso nos dá mais ânimo para continuar atuando firmemente no controle social”, fala Dayse Lopes, conselheira do Conselho Distrital de Saúde (CDS) VII.

Pela primeira vez na história, os(as) secretários(as)-Executivos(as) da pasta fizeram a apresentação das metas e indicadores do PMS. Ao todo são seis (06) Diretrizes, a listar: 1 - Ampliar o acesso aos serviços de saúde, ofertando serviços com qualidade, assegurando a continuidade do cuidado; 2 - Fortalecer a vigilância em Saúde com foco na prevenção e promoção da saúde, redução de riscos e na integralidade com ações e políticas estratégicas; 3 - Fortalecer a Gestão do SUS, a inovação tecnológica e o investimento em saúde; 4 - Fortalecer a Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, com enfoque no dimensionamento de pessoal, valorização do trabalho e desenvolvimento profissional; 5 - Fortalecer a Assistência Farmacêutica, promovendo acesso, com uso racional, aos medicamentos e insumos essenciais; 6 - Transparência pública e controle social na construção de políticas de saúde e na garantia de direitos. A participação dos(as) Executivos(as) nessa apresentação deixa o documento mais palatável, pois evidencia o que é de competência de cada um(a).
Juliana Martins, secretária-Executiva de Atenção Básica

Andreza Barkokebas, secretária-Executiva de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde

Dilermano Brito, secretário-Executivo de Administração e Finanças

Yluska Reis, secretária-Executiva de Planejamento, Monitoramento e Articulação Distrital

Marcela Abath, secretária-Executiva de Vigilância em Saúde

Aristides Vitorino, secretário-Executivo de Regulação, Média e Alta Complexidade

O conselheiro do CDS II, Ednaiptan Souza, falou como foi importante os conselhos distritais participarem dessa construção. “Nossa participação foi uma coisa boa. A construção coletiva tem mais validade e o fato dos conselhos distritais estarem mais perto da ponta, do problema, faz com que a visão seja melhorada”, conta. “Vimos que todas as metas são factíveis e temos uma perspectiva muito boa e esperamos que tudo transcorra na mais alta normalidade do que foi planejado”, finaliza.

Aliás, esse foi um grande acerto do CMS-Recife que vem buscando integrar ainda mais os CDS nas discussões importantes dentro do Conselho. “Enquanto Executiva, vimos que a participação dos Conselhos Distritais faz da gente um Controle Social mais forte. O chamamento deles para essa reunião foi pensada no intuito de fortalecer esses espaços tão importantes para o Recife e também para os usuários que estão na ponta”, conta o coordenador do CMS-Recife, Oscar Correia.

No fim, após todas as intervenções e solicitações de melhorias em algumas metas, os(as) participantes deixaram a sede do CMS-Recife satisfeitos(as) com o resultado final dos trabalhos. “[Isso] representa a escuta de um povo que ainda acredita no controle social. Representa o real sentido da palavra SUS e de seus princípios. Estamos bastante ansiosos para ver as metas saírem do papel”, almeja Dayse.

sexta-feira, 14 de outubro de 2022

GT elabora Regulamento da 16ª Conferência

 


O Grupo de Trabalho (GT) que discute a realização da 16ª Conferência Municipal de Saúde do Recife se reuniu na tarde de ontem, quinta-feira, 13, para elaborar o Regulamento que traz as normas que orientam a condução das etapas deste evento tão importante para o Controle Social.

No referido documento estão contidos pontos como o objetivo, a organização, a realização do evento (etapas de microrregionais, distritais e municipal), entre outros. O documento ainda passará por uma revisão antes de ser submetido à aprovação plenária.

Além desse ponto, o GT também recebeu a participação das(o) secretárias(o)-Executivas(o) dos Conselhos Distritais de Saúde (CDS) para finalizar o processo de escolha das datas e locais para realização das plenárias microrregionais. A proposta é que já se iniciem no mês de novembro.

A próxima reunião do GT da Conferência está marcada para o dia 19 de outubro, onda dará continuidade nas discussões do Termo de Referência da 16ª Conferência.

quinta-feira, 13 de outubro de 2022

Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora é tema de Roda de Conversa

 


Continuando a série de Rodas de Conversa, a Comissão de Educação Permanente realizou, na última terça-feira, 11, o VI encontro com os(as) conselheiros(as) municipais e distritais de saúde. Debatendo sobre a Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora, a roda foi ministrada pela gestora do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST), Cybele dos Santos, que apresentou um pouco sobre esse serviço que oferta suporte técnico-pedagógico e clínico-assistencial para a atenção integral à saúde dos usuários trabalhadores urbanos e rurais, compreendendo as ações de promoção, prevenção, vigilância, diagnóstico, tratamento e reabilitação.

A formação foi um momento de grande impacto para os participantes, pois muitos puderam conhecer um pouco mais sobre essa temática, onde puderam fazer perguntas e tirar dúvidas acerca do que foi apresentado.

Agora, a Comissão de Educação Permanente se prepara para a próxima roda de conversa que debaterá sobre o Acolhimento no SUS.

terça-feira, 11 de outubro de 2022

Executiva acolhe e encaminha demandas recebidas no CMS-Recife

 


Em reunião realizada na tarde de ontem, segunda-feira, 10, os membros da Comissão Executiva deram vazão as demandas protocoladas no CMS na última semana. Entre os pontos discutidos está o pedido de uma reunião ampliada da Executiva para debater sobre o Previne Brasil que é um novo modelo de financiamento que altera algumas formas de repasse das transferências para os municípios. A reunião está marcada para o dia 17 de outubro, às 14h, em formato online.

Além disso, a comissão também aprovou o texto sobre como o CMS lidou para realizar a 15ª Conferência de Saúde e como o relatório final da 15ª ajudou na construção do Plano Municipal de Saúde (2022-2025). O texto, que, em outras palavras, é uma carta de apresentação à sociedade, será incorporado ao documento supracitado.


sexta-feira, 7 de outubro de 2022

GT se reúne para definir datas e locais das plenárias Microrregionais da 16ª Conferência

 


Na tarde de ontem, quinta-feira, 06, os(as) componentes do Grupo de Trabalho (GT) que discute a elaboração da 16ª Conferência Municipal de Saúde do Recife estiveram reunidos(as) para dar continuidade ao cronograma das plenárias Microrregionais desse evento que é uma etapa preparatória da 17ª Conferência Nacional de Saúde.

Contando com a participação das(o) secretárias(o)-Executivas(o) dos oito (08) Conselhos Distritais de Saúde (CDS), a reunião serviu para tirar dúvidas sobre os locais e reforçar como serão as realizações dessas plenárias para esta conferência.

Após algumas divergências com algumas de datas e locais sugeridos pelos CDS, ficou acordado que reavaliassem esses itens para apresentar na próxima reunião. Além disso, também ficou acordado que no dia 13 de outubro, o GT irá elaborar o Regulamento da 16ª Conferência e fechar o cronograma das microrregionais para levar para a aprovação plenária do colegiado do CMS.

quarta-feira, 5 de outubro de 2022

Executiva reforça realização da 231ª Reunião Extraordinária

 


Na tarde de terça-feira, 04, a Comissão Executiva se reuniu para dar andamento as atividades do Conselho para este mês. Como principais pontos de pauta, a Comissão reforçou a realização da 231ª Reunião Extraordinária do CMS-Recife que acontece no dia 20 de outubro, em modo presencial e nos dois turnos, ou seja, manhã e tarde. A referida reunião trará como principal ponto de pauta a apresentação do Plano Municipal de Saúde para o quadriênio 2022-2025.

Além disso, também foram socializados os documentos que deram entrada no Conselho como o II Relatório Detalhado do Quadrimestral (RDQ) de 2022, que agora deve se encaminhando para a Comissão de Orçamento, e os relatórios de fiscalização do CDS VIII, que será encaminhado para a Fiscalização do CMS.


sexta-feira, 30 de setembro de 2022

Monkeypox é tema de discussão no retorno das plenárias presenciais

 


Retornando aos encontros presenciais, o colegiado do CMS-Recife realizou, na tarde de ontem, quinta-feira, 29, a sua 365ª Reunião Ordinária. Tendo como principal ponto de pauta a apresentação da Monkeypox (varíola dos macacos), os(as) conselheiros(as) reabriram as portas para receber a população do Recife. “Hoje retornamos nossas reuniões presenciais e estamos contentes com isso, pois o Controle Social é esse contato cara a cara e as discussões são melhores quando é presencial”, aponta o coordenador do CMS-Recife, Oscar Correia.

Para a vice-coordenadora do CMS-Recife, Janaína Brandão, o retorno ao presencial é motivo para comemorar. “Nossa última reunião presencial foi em fevereiro de 2020 e esse é um momento muito especial, pois foi um desafio enorme manter os conselhos funcionando nesse período de pandemia”, disse.


Também presente na plenária, o primeiro presidente usuário do Conselho Estadual de Saúde (CES) de Pernambuco, Euclides Monteiro, foi convidado a compor a mesa diretora e falou da importância dos conselhos trabalharem em sintonia. “Temos que ter um só sentimento. O trabalho dos colegiados devem ser em defesa do SUS e é muito importante esse trabalho conjunto entre o conselho da capital com o estadual, pois isso fará com que se traga para mais próximo aqueles conselhos de outros municípios do Estado”, conta Euclides.

Convidados para fazer a apresentação da vigilância epidemiológica, a gerente geral de articulação e monitoramento de Vigilância em Saúde, Rosemeiry Melo, e o enfermeiro da CIEVS*, Alan Vilanova, trouxeram uma linha do tempo para mostrar quando foi descoberta a monkeypox seguindo até os dias atuais e mostraram também o cenário epidemiológico, as definições e monitoramento de contato, a coleta de dados, além de apresentar o fluxograma para atendimento dos casos suspeitos. “A monkeypox é uma doença viral e a transmissão entre humanos ocorre principalmente por meio de contato com lesões de pele de pessoas infectadas”, explicou Alan.

Aberto o debate, os(as) participantes puderam explanar suas dúvidas e solicitaram que sejam enviados os materiais informativos sobre o avanço da monkeypox, bem como uma apresentação com um material de maior entendimento, visto que foram apresentados muitos números técnicos. Além disso, no final da discussão, o CMS-Recife solicitou que sejam enviados os cronogramas das ações de abordagens que já foram realizadas nos territórios e quais serão os próximos passos da Vigilância para monitoramento da varíola.

 Ainda houve a escolha dos(as) representantes do CMS para participar do 13º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, o Abrascao, que acontece entre os dias 21 a 24 de novembro, em Salvador/BA. Os(as) conselheiros(as) são: Silvânia Dias, Ivoneide Severina, Juliana César e Inez Maria, representando o segmento Usuário; Carmela Alencar e Liana Lisboa, representando o segmento Trabalhador; e Liana Chaves e Geraldo Pontes, representando o segmento Gestor/Prestador.

 

*CIEVS:  Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde

GT da 16ª Conferência discute dobre cronograma de plenárias Microrregionais

 


Na quarta-feira, 28, o Grupo de Trabalho (GT) que discute a produção da 16ª Conferência Municipal de Saúde do Recife esteve reunido com os(as) Executivos(as) dos oito Conselhos Distritais de Saúde (CDS) para fechar o cronograma de realização das Plenárias Microrregionais. Como já noticiado no blog, a ideia é fazer 13 plenárias, a partir de novembro, que contemplarão todos os Distritos Sanitários.

Na próxima reunião, marcada para o dia 06 de outubro, o GT irá elaborar o Regulamento e o TR da 16ª Conferência para apresentar ao plenário dia 20 de outubro durante a 231ª Reunião Extraordinária.

terça-feira, 27 de setembro de 2022

Executiva realiza 5º monitoramento de suas ações

 


Em reunião realizada na tarde de ontem, segunda-feira, 26, a Comissão Executiva recebeu a representante do planejamento da sesau, Fátima Silva, para realizar o monitoramento de suas ações referentes aos meses de julho e agosto. Este é o quinto ciclo de monitoramento e serve para acompanhar o processo de evolução das demandas e ações que são de responsabilidade da comissão.


Ainda durante a reunião, a comissão fechou a pauta da 365ª Reunião Ordinária que acontece nesta quinta-feira, 29, de forma presencial, às 14h. Além disso, a comissão também marcou uma Reunião Extraordinária para o dia 20 de outubro, em tempo integral, onde será apresentado o Plano Municipal de Saúde para o quadriênio 2022-2025.

Relatório da 15ª Conferência já está disponível

Recife agora pode conferir o resultado das discussões feitas nos sete (07) Grupos de Trabalhos durante a realização da 15ª Conferência Municipal de Saúde do Recife que aconteceu no mês de maio, no Centro de Eventos Recife, na Imbiribeira.

Após passar pelo processo minucioso de relatoria, e pela supervisão do CMS-Recife, o relatório final da Conferência é um documento que traz todas as 196 propostas aprovadas na 15ª, bem como, evidencia todo o processo de execução desse evento tão importante para o Controle Social.

A versão que estamos disponibilizando ainda passará por sua diagramação para conter as fotos e deixar o relatório “muito mais belo de bonito”!

Confira o relatório na íntegra:

Relatório Final da 15ª Conferência Municipal de Saúde do Recife

sexta-feira, 23 de setembro de 2022

Edu. Permanente discute sobre baixa adesão nas Rodas de Conversas

 



Pensando em novas estratégias para garantir uma maior participação nas Rodas de Conversas que vem promovendo, a Comissão de Educação Permanente esteve reunida na manhã desta sexta-feira, 23. Com o propósito de manter os colegiados do CMS e dos Conselhos Distritais de Saúde (CDS) sempre atualizados e com os saberes para atuação de suas atividades, a comissão fez um balanço da participação desses agentes do Controle Social nas últimas Rodas realizadas.

Diante disso, a comissão irá convocar todas as comissões de Edu. Permanente dos CDS para fazer um trabalho de sensibilização, pois essas atividades são preparadas e pensadas para o fortalecimento do conselho dentro do território.

Vale lembrar que a próxima Roda de Conversa será na próxima terça-feira, 27, em formato online, e debaterá sobre as Práticas Integrativas e Complementares (PICs).

Além disso, a comissão irá fazer uma solicitação à Comissão Executiva do CMS para incluir a política do SAMU para discussão em reunião plenária para ser contemplada por todo o colegiado.

quinta-feira, 22 de setembro de 2022

Articulção realiza monitoramento de suas ações

 


Na manhã da quarta-feira, 21, a Comissão de Articulação se reuniu para concluir o monitoramento das suas atividades previstas para este ano. Algumas ações já foram marcadas com concluídas a exemplo das eleições dos oito (08) Conselhos Distritais de Saúde (CDS) e da estimulação para criação dos Conselhos de Unidade.


Para a próxima reunião, a comissão irá se debruçar nos Regimento Eleitorais para as eleições dos Conselhos de Unidade dos Distritos Sanitários III e VIII.