sexta-feira, 5 de agosto de 2022

Nota de Solidariedade


O Conselho Municipal de Saúde (CMS) do Recife se solidariza ao enfermeiro, Alderlan da Costa Silva, profissional de saúde do Recife, lotado no Distrito Sanitário VI, que, no final do mês de junho de 2022, foi vítima de racismo enquanto exercia sua função durante a vacinação contra a Covid-19 no posto montado no Shopping Recife, localizado na 4ª etapa.

                                                   

Alderlan relatou que uma senhora se aproximou do posto solicitando que sua filha, menor de 14 anos, fosse vacinada com a 4ª dose da vacina COVID. Porém, os profissionais de saúde da unidade explicaram para a senhora que a faixa etária de sua filha ainda não estava liberada para este tipo de dosagem, de acordo com o protocolo do Ministério da Saúde e do calendário vacinal nacional. Neste momento, a senhora inicia agressões verbais em direção aos profissionais de saúde, de forma agressiva, utilizando palavras depreciativas, e, tão logo viu a movimentação, o enfermeiro Alderlan, por ser o responsável pelo posto de vacinação, foi, de forma calma e pacífica, explicar as normas e diretrizes sobre imunização contra COVID dos jovens e adolescentes.

 

A partir desse momento, a agressora direcionou suas agressões para o profissional de forma racista proferindo palavras como “NEGRO SAFADO” diversas vezes. Alderlan, que também é policial, ao ser agredido ordenou voz de prisão para mesma de imediato, alegando crime de Injúria Racial. O marido dela, que estava no local, em dado momento, também se referiu a raça negra de forma agressiva, cometendo assim um crime de Racismo.

 

É importante lembrar que a injúria racial está prevista no artigo 140, parágrafo 3º, do Código Penal, que estabelece a pena de reclusão de um a três anos e multa, além da pena correspondente à violência para quem cometê-la.

 

A agressora resistiu a prisão, mas foi contida pelos próprios profissionais até ser conduzida para a delegacia, onde prestou depoimento e pagou uma fiança estipulada pelo delegado de R$ 500, e foi liberada.

O CMS-Recife é veementimente contra qualquer tipo de discriminação e reforça que a luta deve ser de todos e todas por igualdades para o fortalecimento do combate contra o racismo.

Roda de Conversa: "Conhecendo o Regimento Interno do CMS-Recife” (Formação Online)

 

A Secretaria de Saúde do Recife, por meio do Conselho Municipal de Saúde (CMS), através da sua Comissão de Educação Permanente, em articulação com a Escola de Saúde do Recife (ESR), promoveu nessa segunda-feira, dia 2, o Ciclo de Rodas de Conversas do Conselho Municipal de Saúde do Recife, o qual teve por objetivo qualificar os conselheiros e conselheiras municipais e distritais de saúde para o exercício do controle social.

No primeiro encontro foi abordada as temáticas: "Conhecendo o Regimento Interno do CMS-Recife”, com a participação da convidada Janaína Brandão, vice coordenadora do Conselho. Esse encontro deu o início à importante iniciativa do CMS-Recife em realizar ações educativas para abordar temáticas importantes para a participação social e o fortalecimento do debate sobre as políticas públicas, tais como: educação em saúde, saúde do trabalhador, direitos humanos, entre outros. 

O público-alvo são os/as conselheiros e conselheiras municipais e distritais de saúde do Recife, os quais estão convidados/as a participarem deste e dos demais encontros previstos.

Certificado para a participação em 75%

Ocorrerão sempre nas terças feiras a cada 15 dias.

Serão: 09 (nove) rodas de conversas:

1.Dia 02 Regimento Interno;

2.Dia 16 Direitos Humanos;

3.Dia 30 Direitos Humanos voltado para a População LGBTIA+; 

4.Orçamento;

5.PIC;

6.Educação em Saúde no Controle Social;

7.Acolhimento;

8.Saúde do(a) Trabalhador(a);

9.Controle Social;

sexta-feira, 29 de julho de 2022

Comissão de Fiscalização sistematiza relatório de visita

 


Pela manhã desta sexta, 29, as conselheiras da Comissão de Fiscalização estiveram reunidas na sede do CMS-Recife para sistematizar o relatório da visita que realizaram, na última terça-feira, 26, na Unidade Ermírio de Morais, no Distrito Sanitário II. A Comissão recebeu uma denúncia através do Sindicato profissional dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem (SATENPE) á respeito de falhas estruturais que ocorriam no centro médico.

Diante do que foi analisado durante a visita, as conselheiras concluíram em convidar o responsável da infraestrutura da SESAU para uma reunião remota com a comissão para tratar sobre a unidade. Ainda em reunião, as conselheiras ainda receberam algumas respostas referentes aos relatórios enviados á Secretaria de Saúde (SESAU). Além disso, a comissão criou um cronograma para a realização de visitas para a próxima semana.

Fiscalização apresenta relatórios em plenária

 


O colegiado do Conselho Municipal de Saúde (CMS) do Recife se reuniu durante a tarde de ontem, quinta-feira, 28, para realizar a sua 363ª Reunião Ordinária que tratou das apresentações dos relatórios das visitas que a Comissão de Fiscalização do Conselho fez nesse primeiro semestre de 2022. A leitura dos documentos ficou a cargo da coordenadora da comissão, Fábia Andrade, que explanou aos presentes o que foi visto pelos membros da referida comissão durante as visitas.

Ao todo foram lidos cinco relatórios que contemplaram duas Unidades de Saúde da Família (USF), dois Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), e uma clínica de exames laboratoriais. "Fizemos um levantamento a respeito de todas as visitas realizadas no primeiro e segundo quadrimestre e fomos nos locais para apurar todas as intercorrências apontadas", conta Fábia.

Aberto o debate, algumas conselheiras trouxeram um relato de uma denúncia referente a acusação de assédio moral cometida por uma gestora do CAPS Espaço Vida, no Distrito Sanitário IV. Embora o assunto, que é bem delicado por se tratar de questões interpessoais não fosse o real motivo das discussões, foi amplamente discutido, onde foram expostos os diversos pontos de vista sobre a temática. Sabe-se que, no momento, a gestora do CAPS está de licença e que o assunto será tratado entre os pares envolvidos.

Sobre os pontos apontados nos relatórios, o Conselho já recebeu algumas respostas da gestão, mas seguirá observando o cumprimento do que foi dito nas notas técnicas enviadas pela Secretaria.

Ainda na reunião, os(as) conselheiros(as) que representaram o CMS-Recife em eventos externos puderam compartilhar seus aprendizados. Como é o caso da conselheira Leonilde Cunha que participou do VIII Fórum Conselhos de Saúde da Região Nordeste. "O Fórum da Paraíba foi muito bom. Pudemos conversar com outros conselheiros de outros municípios e vimos a realidade dos conselhos deles", conta.

Segundo a conselheira, alguns palestrantes trouxeram relatos bem pertinentes para o fortalecimento do Controle Social. "Vimos que é preciso ter muita transparência entre os gestores e os conselhos de saúde, que os conselhos têm que ter autonomia e que tudo seja feito através de arranjos participativos", conta se referendo a um dos temas da fórum.

Por fim, o CMS relembrou a realização da primeira Roda de Conversa que será realizada no dia 02 de Agosto, no período da tarde. Esse momento é uma promoção da Comissão de Educação Permanente, em parceria com a Escola de Saúde do Recife, voltado para a capacitação dos(as) conselheiros(as) Municipais e Distritais de Saúde do Recife.

CMS tira dúvidas de conselheiros(as) do CDS VII

 

Convidada para falar sobre a importância dos Conselhos de Saúde e o seu papel enquanto órgão de Controle Social, a vice-coordenadora do CMS-Recife, Janaína Brandão, participou da reunião plenária do Conselho Distrital de Saúde (CDS) do Distrito Sanitário VII na última terça-feira, 26. Conversando sobre a função estratégica dos conselheiros e conselheiras em órgãos colegiados, Janaína aproveitou o momento para explanar as normativas presentes no Regimento Interno. “Além de colocar a importância dos conselhos e do papel dos conselheiros, respondi as muitas dúvidas que incluem a estrutura organizacional do colegiado, o processo de trabalho das Comissões e do próprio colegiado, além de falar sobre o papel da Secretaria-Executiva do CDS”, disse.

Para a conselheira Distrital de Saúde VII, Deyse Lopes, segmento Trabalhador, esse momento foi enriquecedor para o colegiado. “Acredito que 80% do Conselho é formado por novatos que não tinha conhecimento ou vivência de Controle Social e, por isso, sentimos a necessidade de ter um aprofundamento desses assuntos relacionados ao conselho”, conta.

Segundo a conselheira, esse novo colegiado do CDS VII é bem proativo. “Somos uma turma com um desejo grande de mudança, de querer fazer a diferença e, por causa da pandemia, não tivemos tempo para nos preparar. A vinda de Janaína foi algo muito boa, pois tivemos alguém preparado para tirar todas as nossas dúvidas”, finaliza.

Janaína ressalta que esses momentos são significativos para os Conselhos. "Essa troca experiências, de discutir novos caminhos e possibilidades para ter uma atuação mais efetiva enquanto papel do órgão conselho e do papel individual e do colegiado, enquanto conselheiros, é uma premissa do Controle Social", pontua. Janaína ainda notou que o colegiado do CDS VII mostrou uma vontade grande em fortalecer o papel do CDS no Distrito. "[Eles] absorveram as informações e, com isso, criou-se ideias para melhorar o processo de trabalho no que se refere a política de saúde dentro do território", finaliza.

A formação dos(as) conselheiros(as) é algo que está sempre na pauta do Conselho e, prova disso, a Comissão de Educação Permanente do CMS-Recife tem uma série de Rodas de Conversa para tratar de assuntos pertinentes ao Controle Social e ajudar aos novos(as) conselheiros(as) nessa formação contínua e necessária para o desenvolvimento de suas atividades.

quarta-feira, 27 de julho de 2022

Comissão de Comunicação se reúne para monitorar as ações para 2022

 


Ontem a tarde, dia 26, a Comissão de comunicação se reuniu para analisar as ações da comissão para 2022 conforme consta na Programação Anual de Saúde (PAS). O referido monitoramento contou com a participação da representante da SESAU, Fátima Silva, que elucidou outras metas estabelecidas dentro do documento, uma delas seria a própria comissão fazer um pedido de materiais permanentes, entre eles: a carta do usuário, cartazes e  Folders do CMS;

Durante a reunião, foi sugerido uma possível agenda com a participação das comissões de comunicação dos CDS com o intuito de conhecer seus novos membros e apresentar as funções de acordo com o Regimento Interno do CMS. Assim, na próxima reunião agenda para o dia 09 de agosto, os(as) conselheiros(as) vão rever a qualidade de algumas materiais informativos para serem ajustados e, em seguida, serem confeccionados.

Além disso, a comissão sugeriu à Executiva que as Comissões realizem, no mínimo, uma reunião presencial para que se possa produzir novos banners do atual colegiado.

sexta-feira, 22 de julho de 2022

Fiscalização fará apresentação de relatórios em Plenária de Julho

 


Em preparação para a 363ª Reunião Ordinária do CMS-Recife que acontece no dia 28 de julho, em formato online, a Comissão de Fiscalização aproveitou a manhã desta sexta-feira, 22, para fechar os relatórios que serão lidos durante a referida plenária.

Além dessas apresentações, os(as) participantes da plenária ainda vão acompanhar os relatos dos(as) conselheiros(as) que representaram o CMS-Recife durante o Fórum Social Mundial (FSM) e o IV Fórum dos Conselhos de Saúde Norte/Nordeste.

Composta somente por mulheres pela primeira vez na história do Conselho, a comissão também fez o levantando de todas as denúncias que foram recebidas no CMS ao longo de 2022, com suas devidas resolutividades, para apresentar ao plenário.

quarta-feira, 20 de julho de 2022

Articulação analisa Regimentos Internos dos CDS I e VII

 

Pela manhã desta quarta, 20, a Comissão de Articulação fez uma reunião para debater sobre os Regimentos Internos (RI) dos Conselhos Distritais de Saúde (CDS) I e VII. Durante a reunião, a comissão fez a leitura dos documentos e pontuaram quais artigos devem passar por melhorias para se adequar ao RI do CMS-Recife. Diante disso, espera-se que na próxima semana, dia 27, a comissão conclua a análise.

Aproveitando a oportunidade, a comissão fez uma retrospectiva do monitoramento da  Programação Anual de Saúde (PAS), que ocorreu na semana passada, no dia 13, onde consta ações como a retomada do Fórum Aberto de Conselhos de saúde nas comunidades do Recife, as eleições dos Conselhos de Unidade, entre outras. Ficou agendada uma reunião para o dia 10 de agosto, com a participação do(as) secretários-executivos dos CDS para tratar dos Fóruns.

Também em agosto, no dia 17, ficou agendada outra reunião com as Comissões de Articulação dos CDS, em formato remoto, para evidenciar sobre as funções que competem à referida comissão.

quarta-feira, 13 de julho de 2022

Educação Permanente se reúne para monitorar as metas de 2022

 

Ontem a tarde, terça-feira, 12, a comissão de Educação Permanente esteve reunida para analisar o recorte da Programação Anual de Saúde (PAS) do Conselho que trata sobre temas relacionados à comissão e que devem se executadas ao longo deste ano. O referido monitoramento contou com a participação da representante da Sesau, Fátima Silva, que elucidou quais são as metas estabelecidas dentro do documento.

Além disso, a comissão criou um cronograma para a realização das Rodas de Conversa que tem como intuito fazer atividades educativas que abordam temas como: Direitos Humanos, Práticas integrativas, Educação em Saúde, Orçamento, Saúde do Trabalhador com enfoque no controle social, entre outros.

Está acertado que a primeira Roda de Conversa será realizada no dia 2 de agosto, que abordará o tema Regimento Interno do conselho, onde será ministrado pela vice-coordenadora do conselho, Janaina Brandão. As Rodas de Conversa são voltadas para os(as) conselheiros(as) do CMS-Recife e dos oito Conselhos Distritais de Saúde (CDS).

Articulação faz monitoramento de suas ações

 


Na manhã desta quarta-feira, 13, a Comissão de Articulação esteve reunida para realizar o monitoramento de suas ações para este ano. O encontro aconteceu de forma virtual e contou com a participação da represente do setor de Planejamento da Sesau, Fátima Silva, que apresentou o documento que consta as atividades que precisam ser realizadas ao longo de 2022.

Ao todo são cinco ações. Entre elas, estão a realização de Fóruns Abertos nas Comunidades da Cidade do Recife e as eleições dos Conselhos de Unidade. Como proposta, ficou acordado que na próxima semana, a comissão irá fazer uma reunião para debater mais profundamente a viabilização desses dois pontos.

CMS Repercute: ESPPE Debate Virtual

 


Amanhã, quinta-feira, 14, às 14h, será transmitido pelo canal Youtube da ESPPE (youtube.com/esppe), o debate virtual com o tema “A importância do Controle Social na efetivação das Redes de Atenção à Saúde em Pernambuco”, que marcará a abertura do Curso de Atualização para Conselheiros (as) de Saúde: o Controle Social na defesa do SUS para os municípios da primeira e segunda Macrorregiões de Saúde (I, II, III, XI, IV e V Regiões de Saúde) e encerramentos das turmas da terceira e quarta (VI, VII, VIII, IX, X e XI Regiões de Saúde) Macrorregiões de Saúde.

O debate virtual contará com a participação da convidada Claudia Galindo - Mestre em Dinâmicas do Semiárido e Gestora de Regulação Interestadual (IV macro) da SES/PE e do convidado Itamar Lages - Docente UPE e membro do CEBES. A mediação será realizada por Isaac Machado - Coordenador da Comissão de Educação Permanente do Conselho Estadual de Saúde - Segmento Usuário representando a Sociedade Assistencial Sara Vida.

O público-alvo do referido curso serão Conselheiros/as de saúde municipal e estadual no exercício da função, organizados em 12 turmas regionalizadas e uma turma do Conselho Estadual de Saúde e tem como objetivo instrumentalizar a atuação dos/as conselheiros/as de saúde como elemento catalisador da participação da sociedade no processo político de implementação do SUS.

Contamos com a sua participação.


Fonte: Escola de Governo em Saúde Pública de Pernambuco e Conselho Estadual de Saúde de Pernambuco

CMS participa de encontro sobre Saúde do Homem

 

Ontem, terça-feira, 12, o coordenador do Conselho Municipal de Saúde (CMS) do Recife, Oscar Correia, representou o Conselho no 1º Encontro Pernambucano de Saúde do Homem e do Idoso. Realizado no bairro de Santo Antônio, área central do Recife, o encontro foi um momento de diálogo sobre a falta de cuidado do homem com a sua saúde.

Promovido pela Federação das Associações dos Aposentados, Pensionistas e Idosos (FAAPI) de Pernambuco, a reunião contou com a participação de Antônio Marcos, representante da Rede Nacional Saúde do Homem, que enfatizou o propósito do encontro. “Temos a pretensão de lançar, em todo o território nacional, a semente de uma mudança cultural e de educação quanto aos cuidados preventivos da saúde da população masculina, com orientações e informações, no sentido de qualificar e valorizar a vida e ter um envelhecimento digno”, disse.

Atualmente, estão sendo realizados momentos descentralizados para conversar com os conselhos de saúde das cidades de todo o país para apresentação da ideia da criação de um grande encontro sobre essa temática. Em Pernambuco, as cidades escolhidas foram Recife e Caruaru, onde a proposta será de criar uma Rede Estadual Saúde do Homem para oportunizar o acesso às informações sobre a saúde, com ênfase na prevenção de doenças, com orientações e promoções de ações práticas de hábitos saudáveis para a população masculina.

Para Oscar Correia, esse é um tema que precisa ser levando em consideração. “Quando paramos para observar, o homem não tem muito interesse em cuidar da sua saúde e isso, no futuro, pode trazer sérios problemas para ele”, conte. “Precisamos colocar na cabeça da gente que a prevenção e o cuidado deve ser contínuo e que é natural se cuidar”, ponderou ao afirmar que o homem, em sua essência é um ser displicente e medroso para lidar com essas questões.

terça-feira, 12 de julho de 2022

Colegiados do CMS e CDS participarão de Roda de Conversa sobre Regimento Interno


O Conselho Municipal de Saúde (CMS) do Recife, através da Comissão de Educação Permanente, irá realizar uma série de Rodas de Conversa abordando vários temas que envolvem atividades pertinentes às atividades dos conselheiros e conselheiras da rede municipal de Conselhos de Saúde.

A proposta da comissão é iniciar essas rodas discutindo sobre o Regimento Interno do CMS-Recife, onde a vice-coordenadora do Conselho, Janaína Brandão, será a palestrante e tirará todas as dúvidas que os(as) participantes tiverem na ocasião. Podem participar desse momento todo o colegiado do CMS-Recife, bem como os 192 Conselheiros(as) Distritais de Saúde.

A Roda de Diálogo será no dia 02 de Agosto, das 14h às 17h30, e contará com a parceria da Escola de Saúde do Recife, que disponibilizará o link de participação, onde será registrada a presença, além de garantir a emissão de certificados para os que participarem da formação.

Esse é o primeiro passo para realização de atividades educativas que também abordarão, no futuro breve, temas como: Direitos Humanos, Práticas Integrativas, Educação em Saúde, Orçamento, Saúde do Trabalhador com enfoque no Controle Social, entre outros.

 

Serviço:

O quê: Roda de Conversa

Quando: 02 de Agosto

Horário: 14h às 17h30

Onde: Atividade online, através da plataforma GoogleMeet

Comunicação do CMS retoma discussões sobre atividades nas redes sociais

 


De forma presencial, a Comissão de Comunicação do CMS-Recife esteve reunida na manhã desta terça-feira, 12, na sede do Conselho, para debater sobre alguns pontos pendentes e traçar novas metas para o planejamento das redes sociais do Conselho. Conforme noticiado aqui, a comissão quer manter uma maior aproximação com os seguidores no Instagram do Conselho.

Além disso, a comissão também discutiu a possibilidade de produzir a edição do Jornal do Conselho que, devido a pandemia, desde o segundo semestre de 2019, não conseguiu dar evasão a uma nova edição.

Ficou acordado que na próxima reunião, a comissão fará o monitoramento das ações pertinentes à Comunicação. O monitoramento terá a participação da representante do setor de Planejamento da Sesau, Fátima Silva.

sexta-feira, 8 de julho de 2022

CDS II convoca eleições para novo colegiado

 


Estão abertas as inscrições para compor o novo colegiado do Conselho Distrital de Saúde (CDS) do Distrito Sanitário II para o biênio 2022-2024. Os(as) Usuários(as), Trabalhadores da área de Saúde e as Entidades/Organizações, todos no âmbito distrital, podem realizar a sua inscrição presencialmente ou através dos links disponibilizados pela Comissão Eleitoral.

Para participar do processo eleitoral, os(as) candidatos(as) devem protocolar os documentos solicitados no Regimento Eleitoral junto a Comissão que acompanha todo o processo.  As inscrições seguem até o dia 29 de julho. Para ter acesso ao formulário, acessa os links:


- Segmento Usuário por Entidade: https://bit.ly/inscricaoentidadecds2

- Segmento Usuário: https://bit.ly/inscricaousuariocds2

- Segmento Trabalhador: https://bit.ly/inscricaotrabalhadorcds2


Confira o cronograma completo:


Inscrição: 01 a 29 de Julho de 2022 (através de link eletrônico);

Divulgação dos Habilitados: 03 de Agosto de 2022 (blog do CMS-Recife: www.cmsaude-recife.blogspot.com.br);

Recebimento dos Recursos: 05 a 09 de Agosto de 2022 (Presencialmente ou através do email: educacaoemsaudeds2@gmail.com);

Julgamento dos Recursos: 10 e 11 de Agosto de 2022;

Divulgação dos Aptos: 15 de Agosto de 2022 (blog do CMS-Recife: www.cmsaude-recife.blogspot.com.br);

Eleição Presencial: 18 de Agosto de 2022 (sede do CDS II)

terça-feira, 14 de junho de 2022

Certificados da 15ª Conferência já estão disponíveis

 


Para aqueles que participaram da 15ª Conferência Municipal de Saúde do Recife como Delegados(as), Observadores e Convidados, o CMS-Recife informa que os certificados já estão disponíveis para retirada. Fiquem atentos as informações de retirada:

- Os(as) delegados(as), usuários, trabalhadores e gestores, podem buscar os certificados nas sedes dos Conselhos Distritais de Saúde (CDS) de sua origem, de segunda a sexta no horário de funcionamento de cada CDS.

- Já os(as) observadores(as) e convidados(as) devem retirar os certificados na sede do CMS-Recife, localizado na Rua dos Palmares, 253, no bairro de Santo Amaro, das 10h às 17h, na sala de Assessoria de Comunicação do Conselho.

quinta-feira, 9 de junho de 2022

CMS repercute: Encontro Virtual para os Conselhos Municipais de Estaduais

 


Está rolando, nesse momento, um Encontro Virtual para os Conselhos Municipais de Estaduais através de videoconferência transmitida no Youtube. O encontro é uma promoção da Escola de Contas e tem como tema: O papel e a importância dos conselhos no fortalecimento do Controle Social.


Acesse a transmissão: https://youtu.be/1pJNxkvBTDU

sexta-feira, 3 de junho de 2022

Conselho faz avaliação da 15ª Conferência

 


Com a finalização da 15ª Conferência Municipal de Saúde do Recife, que aconteceu nos dias 17, 18 e 19 de maio de 2022, no Centro de Eventos Recife, Imbiribeira, o Colegiado do CMS-Recife se reuniu para fazer uma avaliação desse evento tão importante para o Controle Social. A avaliação ocorreu durante a 361ª Reunião Ordinária que, devido as fortes chuvas que assolam a região metropolitana do Recife, aconteceu em formato online.

Como de praxe, houve uma apresentação mostrando todo o processo de construção da Conferência, onde o assessor de Comunicação do Conselho, Carlos Diego Lins, apresentou cada detalhe desde a formação do Grupo de Trabalho até a participação final dos(as) participantes da 15ª Conferência.

O coordenador do CMS-Recife, Oscar Correia, se sente com o dever cumprido por ter concluído esta conferência. “Foram meses discutindo e rediscutindo cada ponto da conferência, mas, a gente conseguiu terminar ela com uma boa participação e sem muitos problemas. Foi uma conferência que priorizou a defesa do Controle Social e do SUS sempre pensando na melhoria dos moradores do Recife”, avalia.

Para a vice-coordenadora do CMS, Janaína Brandão, o Conselho está de parabéns. “A conferência foi linda, do ponto de vista da participação social, organização e tudo que envolveu a realização desse evento, que é o apogeu do Controle Social no SUS”, disse.

Janaína ainda relembra que a construção da 15ª Conferência foi um trabalho muito bem pensado para atender as necessidades da [época. “Foi um desafio fazer essa conferência. Logo no início a gente nem sabia como fazer. A gente sabe que a participação é no olho a olho, fazendo a boa política em defesa do SUS. A gente foi muito assertivo, estudou, procurou modelos, foi uma loucura, e é muito gratificante terminar e trazer o simbolismo, quando fala do povo e da energia”, enaltece.

A secretária de Saúde do Recife, Luciana Albuquerque, se viu muito satisfeita com a Conferência. “Respeito. Essa foi a marca da nossa conferência. Ainda que a gente discordasse e o debate ficasse mais acalorado, mas, de forma geral, foi muito respeitoso”, disse a titular da pasta. “A gente viu nessa conferência que todas as propostas estão em muita consonância com o nosso momento. Vê o que Recife está precisando e vê o que, de fato, precisa ser priorizado está ali”, conclui.

Aliás, a participação de Luciana Albuquerque foi um ponto muito destacado durante a reunião. Para os conselheiros(as) e participantes do pleno, o fato da secretária ter marcado presença em todos os momentos da conferência, mostra o quanto ela é compromissada com os anseios da comunidade e com o fortalecimento das políticas de saúde.

Para o delegado e conselheiro Distrital VIII, Lucas Estevão, a organização ditou a realização da 15ª. “Essa Conferência foi muito organizada e eu pude sair fortalecido enquanto usuário do SUS em participar desse evento”, disse. Já delegada e conselheira Municipal, Edineide Ferreira, enaltece o trabalho da Comissão Organizadora em meio aos problemas encontrados durante o processo da conferência. “Essa conferência ficará marcada na história. Uma conferência iniciada em plena pandemia e realizada em um quase pós-pandemia, em meio a tantos problemas estruturais encontrados, mas concluída com muita organização”, avalia.

A delegada e conselheira Municipal, Liana Lisboa, trouxe uma reflexão acerca da participação do segmento trabalhador nesta conferência. “É preciso saber o porquê dessa defasagem dessas diversas categorias. Será que foi por causa deles estarem desacreditados? Será que não houve uma melhor divulgação?”, indaga, se referindo aos dados mostrados durante a apresentação, onde evidenciou que os Agentes Comunitária de Saúde (ACS) foi a categoria com maior participação nessa conferência. Esse é ponto de partida para que o CMS-Recife faça uma análise mais detalhada e resgate todos os motivos que podem ter causado a diminuição deste segmento.

Por dentro do que aconteceu da 15ª Conferência (19/05)

 

No último dia de Conferência (19/05), os(as) delegados(as), observadores(as) e convidados(as) terminaram os trabalhos dos grupos e seguiram para a Plenária Final. Nela, foram socializadas todas as propostas aprovadas e priorizadas dentro de cada um dos sete eixos temáticos, como também, as que não obtiveram o percentual de aprovação, foram levadas à grande plenária para socialização e aprovação. Ainda teve a apresentação das moções e as entregas dos certificados.

Para agitar parte do dia, os participantes foram recepcionados com um autêntico trio pé-de-serra, chamado Trio Zói de Gato, que colocou todo mundo para dançar numa grande quadrilha e já preparou nossos forrozeiros para o São João que já está chegando!


Ainda durante o evento, foi montada uma sala de vacina para disponibilizar os imunizantes contra a gripe e o sarampo para quem ainda não tinha se protegido.

Agora, todos os resultados produzidos nesses três dias de conferência serão consolidados e irão constar no Relatório Final da 15ª Conferência Municipal de Saúde do Recife que deve ficar pronto em 60 dias.

Por dentro do que aconteceu da 15ª Conferência (18/05)

 

Segundo dia de conferência (18/05) foi marcado pelo início dos Grupos de Trabalho. Na ocasião, a coordenação do CMS-Recife, composta por Oscar Correia e Janaína Brandão, fizeram a fala de abertura e socializaram que o CMS-Recife doou os lanches não utilizados durante a Conferência para moradores de uma comunidade no bairro do Pina, além de orientar os(as) delegados(as) para os trabalhos que foram finalizados no dia 19 de maio.

Após esses momentos, todos foram divididos nos sete Grupos de Trabalho existentes para discutir e aprovar as propostas que estarão no Relatório Final da 15ª Conferência e servirão de subsídio para elaboração do Plano Municipal de Saúde do Recife para o quadriênio 2022-2025.


Os grupos temáticos foram:

- Ampliação dos serviços básicos de saúde, garantindo a integralidade do cuidado, com ênfase na Saúde Mental;

- Fortalecimento dos processos regulatórios e acesso aos serviços especializados, assegurando a continuidade do cuidado;

- Fortalecimento da vigilância em saúde e a busca pela integralidade com as ações e políticas estratégicas;

- Gestão, inovação tecnológica e financiamento em saúde;

- Gestão do trabalho e da educação na saúde: dimensionamento do quadro de pessoal, valorização e desenvolvimento profissional;

- Transparência pública e controle social na construção de políticas de saúde e garantia de direitos;

- Assistência farmacêutica: promoção do uso racional e o acesso aos medicamentos e insumos essenciais.


Ainda houve um momento proporcionado feito pelo professor de Educação Física do Polo Santana, Gledson Oliveira, onde os(as) participantes fizeram movimentos de auto-percussão, que é um método de tratamento de dores e desequilíbrios no corpo que favorecem a consciência corporal e melhora a vitalidade.

Por dentro do que aconteceu da 15ª Conferência (17/05)

 

Durante os dias 17, 18 e 19 de Maio, o Centro de Eventos Recife, na Imbiribeira, foi palco para a realização da 15ª Conferência Municipal de Saúde do Recife. Tendo como tema: “Democracia, direito à saúde e participação social: desafios para o SUS Recife num cenário de subfinanciamento do sistema", a 15ª Conferência objetivou discutir, propor e priorizar propostas que servirão de subsídio para elaboração do Plano Municipal de Saúde (PMS) para os quatro anos de governo.


Contando com a participação de cerca de 430 pessoas, entre delegados, observadores e convidados, a 15ª foi iniciada com a apresentação artística do Afoxé Omó Obá Dê que trouxe toda a celebração da cultura negra e toda a representatividade dessa população que foi reverenciada na logomarca da Conferência que evidencia não somente os conceitos de democracia, direito à saúde e participação social, mas traz todo o reconhecimento racial e a compreensão de mundo do povo negro em suas raízes africanas.

Presente na mesa de abertura, a secretária de Saúde do Recife, Luciana Albuquerque, reforçou a importância do Sistema Único de Saúde (SUS). “Esse é um momento de encontro entre os gestores, trabalhadores e usuários com um único objetivo: defender o SUS", disse. "Estamos aqui pela saúde de qualidade para os recifenses e o tema escolhido para a Conferência não foi por acaso. O subfinanciamento do SUS é um desafio diário que reflete nas nossas prioridades dentro da saúde. E é por isso que estamos aqui durante esses três dias, para revisitar as nossas propostas, trazer outras novas e qualificar ainda mais os debates que fizemos nas plenárias distritais”, pontuou.

O coordenador do CMS-Recife, Oscar Correia,  sinalizou a importância do evento para a saúde municipal. "A nossa participação na Conferência se dá com o objetivo de defender o controle social e, principalmente, o SUS. Estamos aqui para lutar pela saúde do povo recifense", disse.


Também fizeram parte da mesa de abertura a gerente da I Gerência Regional de Saúde, Polyana Ribeiro, o presidente do Conselho Estadual de Saúde, Euclides Monteiro, e o representante da comissão de saúde da Câmara de Vereadores do Recife, vereador Joselito Ferreira.

Ainda houve um momento de homenagem, onde foram chamados(as) todos(as) os(as) conselheiros(as) de saúde do Recife (CMS e CDS) presentes, para fazer um registro desse momento importante para o Controle Social.

 

 

Regimento Interno


Na continuidade da programação da 15ª Conferência Municipal de Saúde do Recife, a coordenação geral do Conselho Municipal de Saúde (CMS) do Recife, Oscar Correia e Janaína Brandão, coordenador e vice-coordenadora, respectivamente, foram à mesa para apresentação e leitura do Regimento Interno (RI) da conferência. O RI é um documento norteador, onde traz todas as regras que foram seguidas ao longo dos três dias de conferência. Nele, constam todas as informações quanto ao credenciamento, trabalhos de grupo, moções, etc.

 


Mesas Temáticas

Os(As) participantes da 15ª Conferência Municipal de Saúde do Recife tiveram a honra de participar de duas mesas temáticas que abordavam temas pertinentes e imprescindíveis para ajudar nos debates dos grupos de trabalho. As mesas temáticas acotneceram na tarde do dia 17 de maio e abordaram os temas: Racismo Institucional na Saúde e o saber da medicina ancestral africana e Transversalidade: complexidade na operacionalização do acesso e da continuidade do cuidado da Saúde Mental no Recife.


A primeira mesa foi coordenada brilhantemente pela conselheira Municipal e Yalorixá de Jurema, Leonilde Cunha, que, com o seu cuidado e sensibilidade caminhou sobre o tema proposto na programação. Acompanhando dona Leonilde, participaram da mesa a coordenadora da Política da população Negra, Rose Santos, como expositora, e a ativista contra o racismo, feminista e Doutora em Saúde Pública, Fernanda Lopes, que abrilhantou ainda mais a mesa de debate.

Já a segunda mesa trouxe um conversa franca sobre atual situação da Saúde Mental no Recife com explanações abordando vários viés dessa temática, a exemplo do Controle Social na Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) do Recife. Esta mesa foi coordenada pela conselheira Municipal e psicóloga, Nathaly Ferreira, que recebeu a coordenadora da Política de Saúde Mental do Recife, Alyne Vieira, como expositora, e Cleide Rodrigues, trabalhadora do CPTRA, e articuladora da participação social dentro da RAPS.

 


Contratação de Profissionais

A 15ª Conferência Municipal de Saúde do Recife foi o lugar escolhido pelo prefeito da Cidade do Recife, João Campos, para assinar a ordem de contratação de cerca de 600 novos profissionais aprovados no último concurso público, realizado em 2019, e em outro, feito em 2016.

“No dia de hoje (17/05), eu faço um dos anúncios que eu mais esperava fazer. Vamos fazer a assinatura nesse momento da contratação de aproximadamente 600 profissionais de Saúde para nossa rede, uma conquista que nos emociona e que nos inspira", disse João.

Com o objetivo de ampliar o acesso aos serviços de saúde, melhorar os indicadores e ofertar atendimentos com maior qualidade para a população recifense, os profissionais vão atuar em Unidades de Saúde da Família (USF), nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), nos Polos da Academia da Cidade, na Vigilância Ambiental, entre outros.

Entre algumas categorias contempladas estão: Agentes Comunitários de Saúde (200), Médicos (135), enfermeiros (46), ASACES (41), cirurgiões-dentistas (38), entre outros. Do quantitativo de nomeações divulgado pelo prefeito, 111 serão para fortalecer a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) do Recife.