segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Política de DST/Aids é debatida no CMS-Recife

     O colegiado do CMS-Recife se reuniu, na tarde da última quinta-feira, 26, para realização da 290ª Reunião Ordinária. Tendo como ponto de pauta as respostas dos encaminhamentos oriundos da reunião plenária extraordinária 195, de 12 de novembro, sobre a Política de DST/Aids, a reunião também pautou assuntos como a apresentação da nota técnica orçamentária do CMS-Recife e questões administrativas.
Mesa Coordenadora.
     Conforme deliberação da 195ª Reunião Extraordinária, o Chefe de Divisão de Atenção às DST, Aids e Hepatites Virais, Alberto Enildo, retornou ao conselho para apresentar, de forma detalhada, a Política de DST/Aids do município. Em seu roteiro de apresentação, Enildo trouxe os organogramas da política, ações realizadas, recursos financeiros, medicamentos e insumos, ações programadas para 2016, além de traçar um perfil epidemiológico de HTLV e DST/Aids, fazendo um resgate histórico da doença desde 2007 até os dias atuais.
    Finalizada a apresentação, a plenária foi convidada para o debate, onde conselheiras, conselheiros e visitantes expuseram seus questionamentos que, entre outros, foram destacados o sistema de entrega de insumos na rede, a disponibilidade da camisinha masculina e feminina nas Unidades de Saúde da família (USF), se a secretaria realiza algum treinamento com profissionais das USF e como se dá a realização do teste rápido para Aids e quantas unidades ofertam esse serviço.
Participação popular: A conselheira Rivânia Rodrigues contribuiu com o debate
fazendo seus questionamentos
    Diante dos questionamentos, a gestão informa que está integralmente voltada para melhorar a Política e salienta que busca, em suas ações, contemplar todos as populações existentes, a exemplo da LGBT, adolescentes, idosos, etc. Quanto ao treinamento dos profissionais, Enildo informou que 45% dos profissionais, entre enfermeiros, médicos e dentistas, já passaram por uma formação, porém, ele ressalta que o treinamento não é obrigatório. Informou também que a secretaria de saúde dispõe de 57 unidades que realizam a testagem rápida e que a listagem contendo o nome da unidade e os horários de realização do serviço serão encaminhados ao CMS-Recife.
Alberto Enildo, juntamente com a secretária Executiva de Vigilância à Saúde, Cristiane Penaforte,
deram seus esclarecimentos acerca da política de DST/Aids 
    Como encaminhamentos, o plenário solicitou que a coordenação da política deve enviar o cronograma de eventos relacionados aos movimentos de DST/Aids e que o Conselho deverá monitorar as ações pertinentes à Política.
     Em continuidade a pauta, e a pedido da Comissão de Orçamento, a Gerente do Setor Financeiro da Secretaria de Saúde, Tarciana Miguel, apresentou a nota técnica orçamentária do CMS-Recife no exercício de 2014. Dentro das explanações, estavam a apresentação do apurado das ações do CMS-Recife no que diz respeito a execução orçamentária e financeira do Conselho. 
Tarciana Miguel apresentou um consolidado orçamentário do CMS-Recife
    
    Atendendo a uma solicitação da comissão Executiva, o colegiado aprovou que, na próxima segunda-feira (7), não haverá expediente no CMS-Recife. A decisão foi tomada devido ao feriado de Nossa Senhora da Conceição no dia 08 (terça-feira) ocasionando um imprensado. 
     Encerrando a sessão plenária, houve os repasses das comissões e os informes gerais.

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Eleição: CMS-Recife divulga Regimento Eleitoral para escolha do novo colegiado Biênio 2016-2018

    Tendo em vista o Processo Eleitoral do Conselho Municipal de Saúde (CMS) do Recife, a Comissão Eleitoral, instituída na 287ª Reunião Ordinária no mês de agosto, divulga o Regimento que norteará o processo de escolha do novo colegiado para o biênio 2016-2018.
    O Regimento Eleitoral foi a consolidação de uma adaptação feita no documento que foi adotado para realização das eleições dos Conselhos de Unidade ao longo desse ano. Segundo a Comissão Eleitoral, essas adaptações asseguram o propósito de manter o processo mais transparente, direto e democrático, fazendo com que cada segmento se articule entre sim, sem a necessidade da formação de chapões.
Membros da Comissão Eleitoral
    A aprovação do referido documento ocorreu durante a 195ª reunião Extraordinária do CMS-Recife, ocorrida no início de novembro, onde, a coordenadora da Comissão, Heloneida Romão, segmento trabalhador - representante do Crefito-1 -, apresentou ao colegiado a proposta do Regimento.
    As inscrição já foram iniciadas e seguem até 19 de Fevereiro de 2016, conforme cronograma contido no Regimento Eleitoral.
    Vale ressaltar que, para que uma entidade seja habilitada a concorrer a uma cadeira no próximo colegiado do CMS-Recife, os representantes devem entregar a documentação solicitada na sede do CMS-Recife (Rua dos Palmares, 253, Santo Amaro, Recife/PE) de segunda a sexta, das 8h30min às 12hs e das 14hs às 17hs. *Feriados e períodos de recesso (final de ano e carnaval) não serão contabilizados para recebimento.
   Entre a documentação exigida para participar da Eleição estão: Cópia do Estatuto da Entidade ou Organização, registrada em cartório; Cópia da Ata da Eleição de Diretoria atual, registrada em Cartório; Cópia da cédula de identidade do (a) Delegado (a) autenticada; Requerimento dirigido a Comissão Eleitoral expressando a vontade de participar da Eleição como Eleitor (a) e/ou como Candidato, entre outros (documentação completa no link abaixo).
    As eleições estão programadas para o dia 10 de março de 2016, conforme consta no edital.


Confira o Regimento Eleitoral na íntegra clicando nos links abaixo:

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Conselheiros/as marcam presença na II Etapa da 8ª Conferência Estadual de Saúde de Pernambuco

    Conselheiras e Conselheiros do CMS-Recife participaram da II Etapa da 8ª Conferência Estadual de Saúde de Pernambuco Vera Baroni, realizada nos dias 23 e 24 de novembro no Centro de Convenções, em Olinda/PE. A nova etapa objetivou discutir e aprovar propostas para os níveis Estadual e Regional de Saúde. 
    Conforme orientação da Comissão Organizadora do evento, só puderam participar dessa II etapa os/as delegados/as que se credenciaram na primeira fase da conferência ocorrida entre os dias 7 e 9 de outubro. 
     Agora, a delegação de Pernambuco - eleita na primeira fase da 8ª Conferência - espera pela 15ª Conferência Nacional de Saúde que acontecerá na cidade de Brasília/DF, entre os dias 01 e 04 de dezembro.
     Confira a programação completa da 15ª Conferência Nacional de Saúde clicando aqui.

CMS-Recife participa de Seminário voltado a Saúde do Homem

Keila Tavares, Helton Bruno Feitosa e Oscar Correia
    Na manhã desta segunda-feria, 23, o coordenador do CMS-Recife, Oscar Correia, juntamente com a conselheira Keila Tavares, participaram do Seminário Municipal de Saúde do Homem - Pré-Natal do Parceiro. O evento debateu assuntos como a conscientização para o cuidado e responsabilidade do homem durante a gestação da sua parceira, além de ressaltar a participação ativa na educação do seu filho.
    A conselheira Keila Tavares, que é Enfermeira e representante do segmento Trabalhador, parabenizou a iniciativa do Seminário ao coordenador da Política de Saúde do Homem, Helton Bruno Feitosa, e aproveitou a oportunidade para solicitar que esse seminário fosse descentralizado contemplando todos os Distritos Sanitários. Segundo Keila, essa descentralização tem a "intenção de que mais profissionais fossem contemplados com a temática da política da saúde do homem e a importância do pai no acompanhamento do pré-natal durante as consultas". 
     O coordenador da Política se mostrou muito feliz pela proposta da conselheira e disse que a gestão já havia pensado sob essa ótica, tendo, inclusive, agendado a maternidade Bandeira Filho, Distrito Sanitário V, para iniciar essa descentralização, visto que a unidade já pratica a humanização do parto com o enfoque na participação do pai durante o parto.

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Conselheiros concedem entrevista para tese de mestrado

Janaína Brandão, Ana Cláudia, Keila Tavares e Oscar Correia
    As conselheiras Keila Tavares e Janaína Brandão, juntamente com o conselheiro, Oscar Correia, participaram de uma pesquisa sobre a "Regionalização da saúde em Pernambuco: contexto e implantação". A entrevista objetivou a coleta de dados para compor a pesquisa de mestrado em Saúde Coletiva da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), da estudante Ana Cláudia Cardoso.
    A referida pesquisa visa analisar o processo de regionalização das saúde em Pernambuco dentro da perspectiva da gestão estadual, representações municipais e também dos usuários/as.

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

II Etapa da 8ª Conferência Estadual de Saúde de Pernambuco

     O coordenador Oscar Correia representou o CMS-Recife na 461ª Reunião Ordinária do Conselho Estadual de Saúde (CES) de Pernambuco. Tendo como pauta a discussão da segunda etapa da 8ª Conferência Estadual de Saúde Vera Baroni, a reunião apresentou as novas datas do evento, além de divulgar a programação e a metodologia que será adotada durante a plenária.
     Agora, os delegados/as que se credenciaram na primeira etapa da conferência (ocorrida entre os dias 07 e 09 de outubro), devem comparecer ao Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda/PE, nos dias 23 e 24 desse mês para concluir as discussões de propostas para os níveis de Região de Saúde e Estadual de Saúde.


Confira a nova programação:


*Em Tempo, informamos que, entre os dias 7 e 9 de outubro, o CES realizou a primeira etapa da 8ª Conferência Estadual de Saúde Vera Baroni, porém, não obteve o desfecho esperado, garantindo apenas as proposições de nível Nacional.
    Diante disso, foi necessário pactuar um novo momento para a discussão das propostas nos níveis de Região de Saúde e Estadual. Por isso, a realização da nova etapa da conferência.

terça-feira, 17 de novembro de 2015

CMS Repercute: Prevenção contra Aids

    Confira a entrevista do infectologista Dr. David Uip, professor da USP, sobre o novo método que o Ministério da Saúde está adotando na luta contra a epidemia de Aids no Brasil. A referida entrevista foi concedida à Revista Carta Capital, Ano XXI, nº 862, de 12 de agosto de 2015.

Clina no link para ter acesso à matéria.



*A solicitação de repercussão da matéria foi da coordenação da comissão de Comunicação do CMS-Recife.

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Colegiado aprova Regimento Eleitoral para próximo biênio

    Foi aprovado, na tarde de ontem, quinta-feira, 12, o Regimento Eleitoral que norteará o processo de escolha do novo colegiado do CMS-Recife para o biênio 2016-2018. Sendo um dos pontos de pauta da 195ª Reunião Extraordinária do Conselho, a referida aprovação foi a consolidação das discussões da Comissão Eleitoral que se reuniu para fazer as adaptações necessárias no documento que já vem sendo utilizado nas eleições dos Conselhos de Unidade em todos os Distritos Sanitários. O regimento foi apresentado pela coordenadora da comissão, Heloneida Romão, segmento trabalhador, representante do Crefito-1. Agora, o CMS-Recife enviará o Regimento Eleitoral para publicação em Diário Oficial.
Heloneida Romão apresentou a proposta do Regimento Eleitoral
    Ainda dentro da pauta, os conselheiros e conselheiras participaram das apresentações da Política de DST/AIDS, no que diz respeito a questões orçamentárias; da tabela de Procedimento em Radiologia, feita pela representante da secretaria Executiva de Regulação do Recife; e do Plano de Saúde do Trabalhador.
   A gerente Geral de Monitoramento da Assistência e Informações Estratégicas em Saúde da Secretaria Executiva de Regulação do Recife, Manuella Sales, apresentou a proposta de complementação da tabela de procedimentos em radiologia panorâmica. Segundo Manuella, a proposta visa regulamentar o repasse que vem sendo dado erroneamente desde 1996. Em sua fala, a gestora explicou que quando a regulação iniciou o processo de regulamentação de todos os prestadores da rede, percebeu que o único prestador de serviço (clínica Manoel Borba) que realiza esse tipo de procedimento, foi orientado a registrar três procedimentos para receber o recurso do município, porém só realiza um.
Manuella Sales apresentou a proposta da tabela de procedimentos em radiologia panorâmica
    Diante disse, a Regulação precisa da aprovação do conselho para regulamentar o procedimento de radiologia panorâmica de acordo com a portaria 1.606/2001. O colegiado aprovou a resolução, mas foi pedido que no documento constasse que o conselho teve conhecimento da situação da clínica Manoel Borba na presente reunião.
     Em continuidade a pauta, o chefe da Divisão de Atenção às DST, Aids e Hepatites Virais, Alberto Enildo, foi convidado para apresentação da planilha orçamentária da Política. Baseando sua apresentação da resolução da Comissão Intergestora Bipartite - CIB/PE, onde dispõe sobre o repasse de incentivo financeiro de custeio de vigilância, prevenção e controle das DST/Aids e Hepatites Viriais, Enildo mostrou tabelas com os valores mensais que foram repassados ao longo do ano de 2015, além de mostrar um panorama dos óbitos por Aids desde 2006 nos Distritos Sanitários.
Alberto Enildo mostrou dados orçamentários sobre a política de DST/Aids
    O debate foi aberto e os/as conselheiros/as expuseram seus questionamentos. A conselheira Juliana Cesar lamentou que a política tenha sofrido mudanças de status o que, segundo ela, acarretada na diminuição de recursos, de profissionais e de questões estruturais para melhor atender a demanda na cidade do Recife. A conselheira também questionou se há uma previsão de recurso para o ano de 2016, se a secretaria realiza ações para grupos populacionais específicos, a exemplo das crianças e adolescente e população transsexual, e se haverá um edital de convocação para ONGs no que diz respeito a participação em eventos.
A conselheira Juliana Cesar no debate sobre DST/Aids
  Nas diversas falas do plenário, conselheiros/as lembraram que existe um deficit significativo relacionado a ações educativas, palestras, material informativo e também a falta de insumos, como a camisinha feminina nas unidade de saúde da rede. Como encaminhamento, o plenário convocou a Divisão de Atenção às DST, Aids e Hepatites Virais, para participar da Reunião Ordinária do dia 26 de novembro onde trará, mais detalhadamente, todos os pontos apontados.
     Diante do exposto, a secretária Executiva de Vigilância à Saúde, Cristiane Penaforte, fez um esclarecimento onde disse que as discussões que acontecem no conselho são de extrema importância na construção coletiva da política, mas ressalta que a apresentação continha todos os dados que o conselho pediu, mas que, na quinta-feira (26), voltará com uma nova apresentação. 
     Dentro do repasse das comissões, o coordenador da Comissão Intersetorial da Saúde do Trabalhador (CIST) do Recife, José Ribeiro, apresentou o consolidado da avaliação e do monitoramento do Plano de Saúde do Trabalhador Regional Recife (CEREST/NAST) para ciência do Pleno.
O conselheiro José Ribeiro apresentou o consolidado da CIST
    Por fim, houve informes gerais e vacâncias das comissões.

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Grupo de Trabalho discute concurso de 2012


    Na tarde desta quinta-feira (05), o Grupo de Trabalho (GT) que acompanhará os desdobramentos da 194ª Reunião Extraordinária, realizada em outubro, se reuniu para iniciar os trabalhos sobre a temática do concurso de 2012 e do quadro situacional dos profissionais da rede municipal de saúde, sobretudo os ACS.
    Composto por conselheiros e conselheiras municipais, o GT também contou com a presença de convidados que, juntos, trocaram informações que ajudaram a subsidiar o diálogo deixando a discussão mais estruturada e coesa. Durante as falas, o grupo se apropriou de dados, como os apresentados pela convidada Andréa Barbosa, da Comissão Reserva dos ACS da Cohab, onde falou das irregularidades na lotação de ACS nos bairros do Ibura e Cohab, ambos no Distrito Sanitário VIII.

     O conselheiro José Cleto ressaltou a importância da reunião. "É uma ampliação e um esmiuçamento da reunião extraordinária que debateu o concurso de 2012", disse. "Esse GT é para dar a resposta a sociedade sobre o que foi discutido em outubro. É fazer um raio X do concurso e cobrar respostas sobre os profissionais que foram nomeados, os que estão em desvio de função ou foram lotados em outros locais", finaliza
     A conselheira Keila Tavares leu um recorte do Relatório Final da 12ª Conferência Municipal de Saúde Rosicleide Barbosa, onde ressalta que, no eixo sobre Valorização do Trabalho e da Educação em Saúde, há uma propositura que já fala do fortalecimento e garantia da recomposição das ENASF (Equipe Núcleo de Apoio à Saúde da Família) em 100% da cobertura das ESF no município do Recife. E que o GT é mais um viés que o Conselho disponibiliza a sociedade para acompanhar e cobrar que a proposta seja, de fato, efetivada.
     Como encaminhamento, o GT marcou uma nova reunião para o dia 25 de novembro onde convocou representantes da Secretaria Executiva de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde (SEGTES), dos Distritos Sanitários e dos Conselhos Distritais de Saúde, além, é claro, dos próprios membros dos GT e seus convidados.
    Na ocasião, os conselheiros José Cleto e Mateus Meira foram eleitos, respectivamente, coordenador e vice-coordenador do GT.

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

CMS-Recife marca presença na inauguração da oitava Upinha do Recife


    Na noite de ontem (terça-feira, 03), a cidade do Recife ganhou mais um programa de saúde para melhor atender a população recifense. A nova Upinha Dia Dom Hélder Câmera, localizada ao lado do Conjunto Residencial Dom Hélder Câmara, em Brejo de Beberibe,foi entregue pelo prefeito Geraldo Júlio. Essa foi a oitava unidade de saúde da família com um padrão diferenciado e que deve atender cerca de 10 mil pessoas dos bairros do Vasco da Gama, Nova Descoberta e Brejo de Beberibe, no Distrito Sanitário VII.
Oscar Correia representou o CMS-Recife na inauguração
da Upinha Dia Dom Hélder Câmara
    O Coordenador do Conselho Municipal de Saúde (CMS) do Recife, Oscar Correia, esteve presente na solenidade e ressaltou que o conselho não poderia deixar de prestigiar um momento importante como foi a inauguração de mais uma Upinha. "[a entrega da upinha] representa mais uma conquista do Controle Social e da comunidade, pois os usuários e usuárias têm mais um dispositivo direcionado a saúde da família", disse Oscar. 



Upinha Dia Dom Hélder Câmara 

     A Upinha Dom Hélder Câmera, contará com a assistência de três Equipes de Saúde da Família, com médico, uma enfermeira, uma técnica de enfermagem e por três Equipes de Saúde Bucal, cada uma com um cirurgião-dentista e uma auxiliar de saúde bucal, além do apoio no atendimento domiciliar, que será realizado por seis agentes comunitários de saúde. A unidade deve atender cerca de 10 mil pessoas, aproximadamente 3 mil famílias e funcionará das 8h às 17h, oferecendo atendimento com uma equipe multidisciplinar.
     Sua estruturação é composta por 4 consultórios médicos, 1 consultório ginecológico, sala de odontologia para 3 equipes de saúde bucal, salas de vacinação,de  nebulização, outra de procedimentos, para curativos, além de recepção que é totalmente informatizada, banheiros acessíveis e ainda um estacionamento. Tudo climatizado.

*Fonte: http://www2.recife.pe.gov.br/noticias/04/11/2015/prefeito-entrega-mais-uma-upinha-para-populacao

Política de Atenção Integral da Pessoa com Deficiência é debatida em plenário

    O colegiado do CMS-Recife esteve reunido, na quinta-feira (28), para realização da 289ª Reunião Ordinária. Como previsto em pauta, os/as conselheiros/as debateram sobre a Política Municipal de Atenção Integral à Saúde da Pessoa com Deficiência, além de deliberar sobre questões administrativas, a exemplo da planilha estrutural dos Conselhos Distritais de Saúde (CDS).
Mesa coordenadora: Romildo Cândido, Oscar Correia e Janaína Brandão.
    Os trabalhos foram iniciados pela mesa coordenadora, onde, Oscar Correia, coordenador do CMS-Recife, fez a leitura da pauta e deu prosseguimento aos pontos de discussão do dia. Apresentando uma demanda da Comissão de Orçamento, Oscar Correia trouxe um levantamento das necessidades estruturais de cada Conselho Distrital de Saúde (CDS) para aprovação da plenária. Esse levantamento foi o consolidado das visitas que a comissão de orçamento fez nas sedes dos CDS com o propósito de elencar e elaborar uma planilha orçamentária para realização das atividades de cada conselho. Ao final, o plenário aprovou a planilha.
Gabriela Magalhães fez as explanações sobre a Política Municipal
de Atenção Integral à Saúde da Pessoa com Deficiência 
    Em continuidade a pauta, a representante da Secretaria de Saúde, Gabriela Magalhães, foi convidada para apresentação da Política Municipal de Atenção Integral à Saúde da Pessoa com Deficiência. Com a missão de "promover a atenção integral e inclusiva das pessoas com deficiência", a política tem uma linha de cuidado na atenção básica e média complexidade (articulando um fluxo de encaminhamento para serviços de alta complexidade), habilitando e reabilitando as pessoas para a vivência cotidiana. Ainda dentro da apresentação, Gabriela também mostrou os marcos legais, as principais causas da deficiência, os eixos prioritários, a exemplo da Atenção Primária (promoção e prevenção), Média e Alta Complexidade, Vigilância em Saúde, Educação Continuada e Controle Social.
A conselheira Rosângela Albuquerque perguntou sobre a acessibilidade nas Academias da Cidade
    Finalizada a apresentação, o debate foi aberto e os/as conselheiros/as puderam participar desse momento fazendo seus questionamentos. A conselheira Rosângela Albuquerque questionou como está a mobilidade/acesso dos cadeirantes às Academias da Cidade, visto que a Política tem, também, o intuito de estimular a pessoa com deficiência para participar das atividades do PAC (Programa da Academia da Cidade). A gerente Geral de Atenção Básica e Políticas Estratégias, Zelma Pessôa, que também participou do debate, falou que a Secretaria de Saúde fez um levantamento em todas as unidades no que diz respeito a acessibilidade e ressaltou que alguns polos da Academia da Cidade estão em terrenos íngremes, dificultando a execução de uma melhor mobilidade.
Zelma Pessôa respondeu as intervenções dos conselheiros/as 
    Sobre a falta das planilhas financeiras na realização das atividades da Política, percebida pelo coordenador, Oscar Correia, Zelma Pessôa disse que não há um orçamento específico para a política, mas que existe um custeio da atenção básica e média complexidade do município que contempla a execução de todas as políticas estratégicas do Recife, incluindo a da Pessoa com Deficiência.
Oscar Correia solicitou esclarecimentos sobre a questão orçamentária da Política
    A conselheira Cleide Barbosa fez um autorrelato onde externou sua atual situação - Cleide encontra-se cadeirante devido a problemas de saúde - e perguntou onde e como pode procurar unidades que tenham acessibilidade e como os usuários/as estão sendo tratados. Em resposta, a conselheira foi informada que existe uma preocupação constante no cuidado as pessoas com deficiência e que a gestão está fazendo um trabalho diferenciado, que, pensando na acessibilidade, vem requalificando as unidades para ofertar a estrutura necessária aos usuários/as e que as novas unidades estão sendo construídas dentro dos padrões que garantam a acessibilidade aos cadeirantes. Como encaminhamento, a gerência ficou de enviar uma listagem de quais unidades já foram requalificadas.
A conselheira Cleide Barbosa faz seus questionamentos
    Ao final de todas as intervenções, o plenário aprovou a Política Municipal de Atenção Integral à Saúde da Pessoa com Deficiência.
    Dando continuidade a pauta, o colegiado aprovou as ATAS das Reuniões Ordinárias 285º e 288º, e finalizando o pleno, houve repasses de comissões e informes gerais.

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Comissão elabora Regimento Eleitoral

*Izabel Fabrício, Cleide Barbosa, Janaína Brandão e Heloneida Romão
    Na quarta-feira (28), membros da Comissão Eleitoral, que conduzirá a eleição do novo colegiado biênio 2016/2018 do CMS-Recife, estiveram reunidas para discutir sobre o Regimento Eleitoral que norteará todo o processo de escolha dos/as próximos/as representantes do Controle Social.
    Instituída na 287ª Reunião Ordinária, realizada em agosto, a Comissão fez uma adaptação no Regimento Eleitoral que foi adotado para realização das eleições dos Conselhos de Unidade ao longo desse ano. Essas adaptações asseguram o propósito de manter o processo mais transparente, direto e democrático, fazendo com que cada segmento se articule entre sim, sem a necessidade da formação de chapões.
    Como encaminhamento, a comissão enviou o documento para a Comissão Executiva, onde aproveita a oportunidade e solicita um ponto de pauta para a próxima Reunião Extraordinária do CMS-Recife, programada para dia 12 de novembro.
    Na ocasião, a conselheira Heloneida Romão foi eleita a coordenadora da comissão.


Comissão de Ética dá continuidade a elaboração de Cartilha

*Oscar Correia, Luciano Ferreira, Izabel Fabrício e Cleide Barbosa
    A Comissão de Ética esteve reunida, na tarde da quarta-feira, 28, para dar continuidade a elaboração de sua cartilha. Entre os pontos discutidos, estavam a formatação do material, com enfoque nos tópicos éticos. O projeto visa incorporar recomendações para melhorar o convívio nas dependências do CMS-Recife.
    O coordenador da comissão, Luciano Ferreira, falou um pouco do objetivo do material. "A cartilha tem como objetivo conter ensinamentos que visam regulamentar a convivência entre os conselheiros e conselheiras e o corpo funcional do conselho", disse. "É nortear os conselheiros para manter o decoro, sempre respeitando os colegas", finaliza.
    A comissão acredita que o material esteja pronto no primeiro trimestre de 2016.