quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Política Municipal de Combate às Doenças Crônicas Não-Transmissíveis é tema de 328ª Reunião Ordinária


       Na última quinta-feira (31), conselheiros e conselheiras do Conselho Municipal de Saúde (CMS) do Recife realizaram a primeira Reunião Plenária de 2019, esta que é a 328ª Reunião Ordinária (R.O) do CMS-Recife teve como principal ponto de pauta a apresentação da Política Municipal de Combate às Doenças Crônicas Não-Transmissíveis, ela que tem como objetivo traçar planos estratégicos para o enfrentamento das Doenças Crônicas Não-Transmissíveis (DCNT), promover e implementar políticas públicas efetivas para prevenção e controle das DCNT.
       Convidada para explanar a apresentação, a técnica da Política em Recife, Roberta Veloso, exemplificou ações e planos já traçados e com resultados positivos para a população "Estamos trabalhando para o levantamento de resultados positivos na nossa Política. Temos parcerias importantes nas áreas, que vem apoiando a luta das Academias da Cidade do Recife, transformando-se um local inovador para nossos usuários hipertensos, estamos sempre divulgando nossos calendários de ações para atingir o máximo de usuários", disse Roberta.
        Roberta enfatizou a necessidade da integração da Política com as demais áreas da saúde, tendo em vista a necessidade do monitoramento e o preenchimento dos indicadores para melhorias no serviço público. “Precisamos fortalecer nossos conjuntos de ações em comum com todos, para nos auxiliar a dar andamento e acolhimento ao nosso usuário", disse.
       Ainda durante a reunião, a conselheira, pelo segmento Trabalhador representando a Associação dos Profissionais de Educação Física no Estado de Pernambuco (APEF), Liana Lisboa, fez observações em contraponto às ações da Política, tendo em vista a necessidade de aperfeiçoamento em algumas ações e implementações da Política no Programa da Academia da Cidade, local que recebe muitos pacientes hipertensos e diabéticos. "Temos que trabalhar em conjunto, existe uma dificuldade na Atenção Básica na acessibilidade da informação dos usuários. Precisamos estar em conjunto com a Unidade de Saúde, acompanhar o nosso usuário, se ele está fazendo acompanhamento com nutricionista, se ele está realizando os agendamentos corretos. Nós precisamos estar por dentro dessas informações”, enfatizou Liana.
        A reunião ainda contou com a participação da representante da Vigilância de Atenção as DCNT, Cláudia Castro, que reiterou a importância de profissionais de Educação Física na promoção e efetivação da prevenção e controle das DCNT. "A participação é um incentivo à realização de exercícios diários, é você se cuidar mais, trocar a alimentação desregular por uma alimentação saudável, dispensar o tabagismo e o uso de bebidas alcoólicas”, ressaltou Cláudia.
    A Gerente Geral da Política de Atenção Básica, Ana Sofia, respondeu aos questionamentos dos conselheiros e conselheiras referentes às necessidades básicas das ações dentro da Política em cada Distrito Sanitário (DS). “Precisamos estimular o usuário para podermos ter resultados. Para implantar o Protocolo de forma eficaz”, disse Ana Sofia.
        Outro ponto de destaque no encontro, foi a composição do Grupo de Trabalho (GT) do Relatório Anual de Gestão (RAG) 2018 e do Planejamento Anual de Saúde (PAS) 2019/2020, que terá a missão de analisar os referidos instrumentos de gestão. Além disso, a mesa coordenadora deu ciência que a consulta pública do Regimento Interno da 14ª Conferência Municipal de Saúde do Recife/Etapa Municipal da 16ª Conferência Nacional de Saúde (8ª + 8) teve seu prazo finalizado no último dia 24.01, onde não houve nenhuma sugestão de alteração no texto.
       A próxima R.O do CMS-Recife acontece no próximo dia 28/02, pela manhã e será aberta ao público.

Nenhum comentário:

Postar um comentário