segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Política de DST/Aids é debatida no CMS-Recife

     O colegiado do CMS-Recife se reuniu, na tarde da última quinta-feira, 26, para realização da 290ª Reunião Ordinária. Tendo como ponto de pauta as respostas dos encaminhamentos oriundos da reunião plenária extraordinária 195, de 12 de novembro, sobre a Política de DST/Aids, a reunião também pautou assuntos como a apresentação da nota técnica orçamentária do CMS-Recife e questões administrativas.
Mesa Coordenadora.
     Conforme deliberação da 195ª Reunião Extraordinária, o Chefe de Divisão de Atenção às DST, Aids e Hepatites Virais, Alberto Enildo, retornou ao conselho para apresentar, de forma detalhada, a Política de DST/Aids do município. Em seu roteiro de apresentação, Enildo trouxe os organogramas da política, ações realizadas, recursos financeiros, medicamentos e insumos, ações programadas para 2016, além de traçar um perfil epidemiológico de HTLV e DST/Aids, fazendo um resgate histórico da doença desde 2007 até os dias atuais.
    Finalizada a apresentação, a plenária foi convidada para o debate, onde conselheiras, conselheiros e visitantes expuseram seus questionamentos que, entre outros, foram destacados o sistema de entrega de insumos na rede, a disponibilidade da camisinha masculina e feminina nas Unidades de Saúde da família (USF), se a secretaria realiza algum treinamento com profissionais das USF e como se dá a realização do teste rápido para Aids e quantas unidades ofertam esse serviço.
Participação popular: A conselheira Rivânia Rodrigues contribuiu com o debate
fazendo seus questionamentos
    Diante dos questionamentos, a gestão informa que está integralmente voltada para melhorar a Política e salienta que busca, em suas ações, contemplar todos as populações existentes, a exemplo da LGBT, adolescentes, idosos, etc. Quanto ao treinamento dos profissionais, Enildo informou que 45% dos profissionais, entre enfermeiros, médicos e dentistas, já passaram por uma formação, porém, ele ressalta que o treinamento não é obrigatório. Informou também que a secretaria de saúde dispõe de 57 unidades que realizam a testagem rápida e que a listagem contendo o nome da unidade e os horários de realização do serviço serão encaminhados ao CMS-Recife.
Alberto Enildo, juntamente com a secretária Executiva de Vigilância à Saúde, Cristiane Penaforte,
deram seus esclarecimentos acerca da política de DST/Aids 
    Como encaminhamentos, o plenário solicitou que a coordenação da política deve enviar o cronograma de eventos relacionados aos movimentos de DST/Aids e que o Conselho deverá monitorar as ações pertinentes à Política.
     Em continuidade a pauta, e a pedido da Comissão de Orçamento, a Gerente do Setor Financeiro da Secretaria de Saúde, Tarciana Miguel, apresentou a nota técnica orçamentária do CMS-Recife no exercício de 2014. Dentro das explanações, estavam a apresentação do apurado das ações do CMS-Recife no que diz respeito a execução orçamentária e financeira do Conselho. 
Tarciana Miguel apresentou um consolidado orçamentário do CMS-Recife
    
    Atendendo a uma solicitação da comissão Executiva, o colegiado aprovou que, na próxima segunda-feira (7), não haverá expediente no CMS-Recife. A decisão foi tomada devido ao feriado de Nossa Senhora da Conceição no dia 08 (terça-feira) ocasionando um imprensado. 
     Encerrando a sessão plenária, houve os repasses das comissões e os informes gerais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário